terça-feira, 11 de setembro de 2018

Celso Moreira celebra 40 anos de carreira com seu show “Trajetória”

Moreira apresenta seus grandes sucessos em Lagoa Santa
Foto: Sylvio Coutinho
São 40 anos de paixão pela música, transmitidas pelas mãos talentosas do compositor, violonista e guitarrista mineiro Celso Moreira. Carreira que será celebrada por meio da turnê “Trajetória”, pelas terras de Minas Gerais, com o encanto e destreza do dedilhar nas cordas dos fiéis companheiros: o violão e a guitarra. A apresentação será realizada na cidade de Lagoa Santa, dentro da programação do Festival de Cultura Regional, no dia 22 de setembro, às 20h, no Iate Clube, na orla da Lagoa - Av. Getúlio Vargas, esquina com Av. Carlos Orleans.

O projeto que inclui o show e o workshop tem patrocínio do Supermercado Verdemar, viabilizado por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.

E Celso Moreira promete uma noite especial com muito swing e animação.
“Eu vim ao mundo para viver a música. Muitas foram as lutas e as conquistas. E comemorar 40 anos de estrada é simplesmente fantástico. Minha homenagem, por meio do show, será para todos que sempre me apoiaram ao longo de minha jornada”, diz o músico.

O espetáculo é composto na sua maioria por composições próprias e canções que marcaram a trajetória do violonista, e estão registradas no DVD “Celso Moreira” e nos discos solos “Cenas Brasileiras” e “Celso Moreira Autoral”. No repertório músicas, como “Choro para Alice”, em homenagem a sua filha, parceria com Fernando Brant e “Lira do Bem Querer” feita em homenagem a sua esposa com letra de Murilo Antunes; assim como arranjos próprios, de grandes compositores como Tom Jobim, Noel Rosa. Celso Moreira subirá ao palco junto com os músicos Christiano Caldas (teclados), Milton Ramos (baixo) e André Limão Queiroz (bateria).

Sobre Celso Moreira

Mineiro, nascido em Guanhães, descende de uma família que sempre cultivou o gosto pela música, a exemplo de seu pai, Rivadávia Moreira e do irmão, o guitarrista e compositor Juarez Moreira. Aos dez anos já tocava bateria em bailes da cidade, mas ao se mudar para Belo Horizonte, 1968, trocou o instrumento - que não cabia no apartamento - por um violão: seu companheiro de todas as horas até hoje. 
Nessa trajetória, Celso Moreira acompanhou músicos como Milton Nascimento, no espetáculo Missa dos Quilombos e gravou em todas as faixas do álbum homônimo, tendo viajado em turnê por todo o Brasil e Espanha. Acompanhou o saxofonista Nivaldo Ornelas em turnê por cidades de São Paulo e de todos os estados do sul do país. Com este gravou também o CD Reciclo. Atuou também como violonista em todas as faixas do CD de Gisela Gonçalves, com arranjos e direção musical de Wagner Tiso.  A partir de 1980 começou a compor e a se consagrar no meio musical, tendo recebido prêmios importantes: o Troféu “Faísca” - como músico mais atuante do ano -, assim como, duas vezes, o prêmio BDMG Instrumental como melhor músico. Participou também do festival internacional de jazz (Tudo é jazz) por dois anos consecutivos, em Ouro Preto. Neste ano, foi também jurado do prêmio BDMG Instrumental, assim como do Troféu Marco Antônio Araújo, pelo BDMG.

Em 2007 lançou o seu primeiro álbum solo, o CD - Celso Moreira “Autoral” com participação de Juarez Moreira e composições próprias, exclusivamente. Já em 2011 foi a vez do segundo CD, “Cenas Brasileiras”, com músicas autorais e de outros compositores, tais como Tom Jobim, Pixinguinha, Noel Rosa e Braguinha. Em 2014, gravou seu primeiro DVD composto por uma mescla do repertório de seus trabalhos anteriores.

REDES SOCIAIS

Turnê “Trajetória”
Data: 22 de setembro
Horário: 20h
Local: Iate Clube, na orla da Lagoa - Av. Getúlio Vargas, esquina com Av. Carlos Orleans em Lagoa Santa
Classificação: Livre
Ingressos: gratuito
Informações: (31) 3688-1390

Nenhum comentário:

Postar um comentário