terça-feira, 31 de julho de 2018

O poder visual da literatura no Sesc Palladium

Público pode conferir a experiência visual no Sesc Palladium
Foto: Paula Kimo
Ambientes que se dialogam visualmente e são compostos por fragmentos literários. Até 5 de agosto, o artista erreerre (Ricardo Reis) é convidado pelo Projeto Parede para executar no Foyer Augusto de Lima do Sesc Palladium a obra O discurso pode despojar-se de todo desejo de agarrar?. Com o tema inspirado em uma citação do livro Aula, do filósofo, semiólogo, sociólogo e escritor francês Roland Barthes, o artista propõe uma experiência visual que se conectará com outro importante espaço de pesquisa sobre as artes visuais e em geral: o Acervo Artístico e Literário do Sesc Palladium.

Neste livro, Barthes denuncia a pluralidade do poder, cujo discurso da arrogância não é assumido apenas pelos porta-vozes do sistema, mas se inscreve no próprio mecanismo da linguagem. Refletindo sobre esta questão, errerre caminhará pelos arredores do Sesc Palladium para recolher materiais e se apropriar das vozes da rua por meio de sampleagens, que são o uso de trechos e fragmentos de obras, como fotografias, panfletos, textos de livros, coleta de impressos, pichações, e demais tipos de materiais gráficos sobrepostos, reimpressos, transferidos e adulterados, para a composição do painel. O Acervo Artístico Literário – espaço central para a busca de imagens em livros e outros impressos a serem utilizadas no trabalho – dialogará com o Foyer Augusto de Lima como a matriz desse corpo de fragmentos a ser descoberto e conectado.

De acordo com o artista erreerre, o projeto-processo se catalisa por meio da provocação de uma fala que não seja operada pela voz do poder e da autoridade. "Em suma, a proposta é uma fala que não se confunda com a origem das coisas que diz. É um trabalho que não opera numa construção discursiva, linear, lógica. É uma fala aberta, uma trama de vozes, um fluxo que se compõe dos encontros”, ressalta ele.

O público poderá conferir o processo de criação do painel até o domingo (5/8). A obra também ficará exposta no Foyer Augusto de Lima até o dia 23 de setembro, e pode ser visitada gratuitamente de terça à domingo, das 9h às 21h.

Projeto Parede com erreerre - O discurso pode despojar-se de todo desejo de agarrar?
Execução do painel: 28/7 a 5/8
Período expositivo: de 7/8 a 23/9
Horário: de terça à quinta-feira, das 9h às 21h
Local: Foyer Augusto de Lima (av. Augusto de Lima, 420, Centro, Belo Horizonte - MG)
Entrada gratuita
Classificação: livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário