quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Cris Guerra Lança Edição Ampliada, que Também Vai para o Cinema

Livro traz histórias emocionantes
Foto: Divulgação
A publicitária e escritora Cris Guerra lança no dia 13 de novembro, das 19h às 22h, em Belo Horizonte, uma edição ampliada do livro "Para Francisco", escrito em 2008. Nele, Cris apresenta ao filho, Francisco, o pai que ele não conheceu (Guilherme teve morte súbita no final da gravidez de Cris).

O livro, que chega às livrarias em novembro, traz dez anos de história. Uma seleção de novas cartas e também das Francisquices, cenas divertidas do filho, que hoje tem 10 anos.
A nova edição tem prefácio da médica Ana Cláudia Quintana, autora de “A morte é um dia que vale a pena viver“. A orelha é da escritora e professora de escrita criativa, Cristiane Lisbôa, e a quarta capa é do radialista e palestrante, Marcos Piangers, autor do best-seller "Papai Pop".

E, com Débora Falabella no papel de Cris Guerra, "Para Francisco" está sendo adaptado para o cinema. 

Sobre o livro:
PARA FRANCISCO
Cris Guerra 
Páginas: 240
Preço: R$ 44,90
Editora: BestSeller / Grupo Editorial Record

Acordar. Respirar. Pensar. Existir. Não há um verbo que não doa durante o luto. Talvez dormir alivie, que é quando a dor adormece. Momento em que o medo desperta: será preciso enfrentar o dia seguinte. Perder quem amamos é morrer um pouco. Queremos fugir, perder a memória, emprestar outra vida. Qualquer coisa que nos salve do horror de sentir que alguém foi amputado de nós.

Em janeiro de 2007, uma parte de Cris morreu junto com o marido, Guilherme. Mas havia dentro dela outro coração. E esse batia convicto, com ânsia de estreia. Francisco nasceria dois meses depois. E foi para o filho que Cris começou a escrever. "Eu era a mãe mais feliz. Eu era mulher mais triste – uma dor que parecia fadada a nunca mais terminar. Escrever foi minha máscara de oxigênio", conta. E quando suas palavras conseguiam fazer o outro vestir o que ela sentia, uma espécie de alquimia transmutava dor em sorriso. Foi assim que ela renasceu.

Cris ainda não plantou uma árvore, chegou a duvidar de sua capacidade de gerar um filho, mas já escreveu quatro livros. Foi "Para Francisco", no entanto, que fez nascer sua escrita. Encorajada pelo sucesso da obra, a redatora publicitária começou a publicar seus textos. Foi cronista da Veja-BH nos três anos em que a revista circulou na capital. Hoje, escreve nas revistas Encontro e Canguru. E, há sete anos, assina uma coluna na rádio BandNews FM de Belo Horizonte.

Um dia, deitado no colo da mãe, Francisco tomou o livro nas mãos, leu a dedicatória em voz alta e filosofou: "Se a gente construísse a máquina do tempo, eu ia encontrar meu pai Guilherme, né, Mamãe?" O livro é mesmo uma espécie de máquina do tempo. Capaz de entregar para o filho o pai que faz mais falta nos momentos alegres. Um livro de rara beleza, que desperta o leitor para emoções essenciais e universais, num misto de realidade e poesia.

"Cris transitou entre o céu e o inferno. Poderia ter se entregado à vitimização, mas fez melhor: transformou sofrimento em poesia", diz Martha Medeiros sobre o livro: "Em tempos onde só se fala em amores fóbicos, ler o texto elegante e inteligente da Cris me fez ter uma nova perspectiva do que é tragédia. Tragédia é não lembrar com doçura. (…) Nunca havia pensando nisso: vemos nossos pais através dos olhos de nossas mães. A narrativa dessa vida-e-morte simultâneas é contada com desembaraço, emoção e nenhuma pieguice, mesmo tendo todos os elementos para virar um dramalhão. Além de um belo livro, Cris Guerra nos deixou um recado valioso: a vida não apenas continua, ela sempre recomeça", complementa.

Outro lado

Paralelamente a “Para Francisco”, Cris iniciou outro blog, o “Hoje Vou Assim”, em que escrevia com o corpo sua história de reconciliação com a vida. Pioneiro da febre de looks do dia no Brasil, o blog inspirou centenas de outros blogs de moda no país e resultou em seu segundo livro, o best-seller "Moda Intuitiva". 

Em Belo Horizonte:
·         Data: 13 de novembro
·         Horário: 19h às 22h
·         Local: Diamond Mall
Em São Paulo:
·         Data: 18 de novembro
·         Horário: 15h às 19h
·         Local: Livraria Cultura do Shopping Iguatemi

Nenhum comentário:

Postar um comentário