segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Sempre Um Papo Recebe Lilia Moritz Schwarcz

 
Autora conversa com o público e assina suas
obras em BH - Foto: Renato Parada
O Sempre Um Papo recebe a escritora Lilia Moritz Schwarcz para o debate e o lançamento do livro “Lima Barreto - Triste Visionário” (Cia das Letras). Durante mais de dez anos, Lilia Moritz Schwarcz mergulhou na obra de Afonso Henriques de Lima Barreto, com seu afiado olhar de antropóloga e historiadora, para realizar um perfil biográfico que abrangesse o corpo, a alma e os livros do escritor de Todos os Santos.
 
 Esta, que é a mais completa biografia de Lima Barreto desde o trabalho pioneiro de Francisco de Assis Barbosa, lançado em 1952, resulta da apaixonada intimidade de Schwarcz com o criador de Policarpo Quaresma - e de um olhar aguçado que busca compreender a trajetória do biografado a partir da questão racial, ainda pouco discutida nos trabalhos sobre sua vida. Abarcando a íntegra dos livros e publicações na imprensa, além dos diários e de outros papéis pessoais de Lima Barreto, muitos deles inéditos, a autora equilibra o rigor interpretativo demonstrado em Brasil: Uma biografia e As barbas do imperador com uma rara sensibilidade para as sutilezas que temperam as relações entre contexto biográfico e criação literária.
 
O evento será no dia 14 de setembro, quinta-feira, às 19h30, no auditório da Cemig, com entrada gratuita. A medição será feita por Afonso Borges, idealizador do Sempre Um Papo, com a participação do professor e crítico literário Wander Miranda. 
 
“Lima Barreto - Triste Visionário”
Escritor militante, como ele mesmo se definia, Lima Barreto professou ideias políticas e sociais à frente de seu tempo, com críticas contundentes ao racismo (que sentiu na própria pele) e outras mazelas crônicas da sociedade brasileira. Generosamente ilustrado com fotografias, manuscritos e outros documentos originais, Lima Barreto: Triste visionário presta um tributo essencial a um dos maiores prosadores da língua portuguesa de todos os tempos, ainda moderno quase um século depois de seu triste fim na pobreza, na doença e no esquecimento.
 
Lilia Moritz Schwarcz nasceu em 1957, em São Paulo. É professora titular no Departamento de Antropologia da USP, Global scholar na Universidade de Princeton (EUA) e curadora adjunta do Masp. Seu livro “As Barbas do Imperador: D. Pedro II, um Monarca nos Trópicos” ganhou o prêmio Jabuti de Livro do Ano, em 1999. Dirigiu a coleção História do Brasil Nação em seis volumes, (Objetiva/ Fundação Mapfre), sendo três deles indicados para o Jabuti. Foi curadora de uma série de exposições, entre as quais Um Olhar sobre o Brasil (2012, com Boris Kossoy) e Histórias Mestiças (2014, com Adriano Pedrosa), ambas no Instituto Tomie Ohtake.
 
Sempre Um Papo com Lilia Moritz Schwarcz
Dia 14 de setembro, quinta-feira, às 19h30, com entrada gratuita
Local: Auditorio da Cemig - Rua Alvarenga Peixoto, 1200, Santo Agostinho - BH/MG
Informações: www.sempreumpapo.com.br / 31 32611501 

Nenhum comentário:

Postar um comentário