sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Entidades se Unem Contra o Câncer Infantojuvenil


Iniciativa une entidades e até times de futebol mineiros
Foto: Divulgação
Para marcar o mês da luta contra o câncer infantojuvenil, a CAPE - Casa de Acolhida Padre Eustáquio, a Fundação Sara Albuquerque Costa, a Casa de Apoio da Associação Unificada de Recuperação e Apoio -  AURA, com apoio da Santa Casa BH, a Sociedade Mineira de Pediatria (SMP),  o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais ( HC-UFMG) e dos times América Mineiro, Atlético Mineiro e Cruzeiro lançam, oficialmente, a Campanha Setembro Dourado.

Setembro Dourado é o mês de conscientização sobre o câncer infantojuvenil, o que inclui ações relacionadas ao diagnóstico precoce e informações sobre o tratamento. Mas, além disso, é um mês de incentivo e apoio aos que estão em tratamento (pacientes, familiares e amigos), celebrar a vitória dos que terminaram o tratamento e de honrar a memória daqueles que perderam sua vida lutando contra essa doença. Para este ano o tema abordado pelas instituições será “Qualidade de Vida”.

Sobre a doença
O câncer representa a primeira causa de morte por doença, no Brasil, entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, a estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA) é que ocorrerão cerca de 12.600 casos novos de câncer em crianças e adolescentes no Brasil por ano em 2017. As regiões Sudeste e Nordeste apresentarão os maiores números de casos novos, 6.050 e 2.750, respectivamente, seguidas pelas regiões Sul (1.320), Centro-Oeste (1.270) e Norte (1.210). Nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria deles terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado. 

Sobre a CAPE
A CAPE é uma instituição sem fins lucrativos de iniciativa privada, localizada neste município de Belo Horizonte. Tem como objetivo, o acolhimento de crianças e adolescentes carentes junto de seus acompanhantes, vindas do interior de Minas Gerais e outros estados que precisam de assistência durante o tratamento oncológico e hematológico nos hospitais públicos de Belo Horizonte. Oferecemos a estas famílias de forma gratuita e humanizada a hospedagem completa, apoio sociofamiliar, atendimento multiprofissional e transporte que integrados possibilitam a continuidade do tratamento até a cura. Mais informações emwww.cape-mg.org.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário