domingo, 28 de novembro de 2010

Mídia Excessiva dá Dicas No Caso Rio de Janeiro

Por: Ricardo Bello

Peço desculpas pela ausência nos últimos dias, devido a problemas técnicos e, aproveito para pedir permissão aos leitores do Revista de Cultura para fazer um comentário sobre a situação vivida no Rio de Janeiro. A população brasileira tem assistido aos noticiários e ficado assustada com as lamentáveis cenas de violência na Cidade Maravilhosa. Diariamente as rádios, TV´s e internet tem dado informações aos cidadãos sobre os confrontos entre policiais e traficantes. Até aí,tudo bem. O povo precisa saber, de fato, o que está acontecendo, porém uma falha na comunicação sempre muda o rumo da história: o excesso de informações sobre os ataques.

Ontem, um famoso site de e-mails e notícias estampava a seguinte manchete"Polícia se Prepara para Invadir Morro do Alemão". Será que eles se esquecem que essa informação publicada vai para o cidadão de bem, mas que os bandidos também tem acesso a internet e outros meios de comunicação? Com tamanha riqueza de detalhes sobre a operação, sem querer a mídia acaba dando pistas para aqueles que deveriam ser surpreendidos escaparem.

Informações sobre os planos de ataque, blitz e locais de invasão deveriam ser tratadas com total sigilo. Como disse uma leitora do blog "antes eles arranjavam rádio com a frequência da polícia para obter as informações, agora, eles ligam a TV".
A população precisa ser informada dos fatos, mas os detalhes de ataque deveriam ser guardados as sete chaves. Para vencer a guerra contra o tráfico é preciso mais do que 300 policiais armados nas ruas e sim usar a inteligência. Ter boas estratégias de ataque, analisar e cortar o mal pela raíz. Se existe o tráfico é porque há os consumidores, que por sua vez existem devido ao vício. A saída seria tratar com mais cautela os viciados e educar a população sobre os riscos reais do uso de drogas. Fazer campanhas educativas, sem o medo de chocar a sociedade com cenas fortes e sim com a certeza de educar e acabar com um dos nossos maiores problemas sociais da atualidade. Caso contrário viveremos no efeito dominó, drogas que geram violência, que causam mortes e outros problemas.

Até mesmo a cultura pode ser usada para resolver isso, através de peças educativas, propagandas e eventos. depoimentos de famosos, bandas de rock e atores de novela para incentivar os fãs a seguirem pelo bom caminho. Caso contrário a confusão tende a virar sempre uma lamentável bola de neve. Até quando isso vai continuar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário