quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Entrevista com Cacau Oliver, o Assessor das Estrelas

Por: Ricardo Bello
Foto: J. Domingos

Nos bastidores do sucesso de um(a) grande artista sempre há uma equipe de profissionais que tem papel fundamental na divulgação daquele trabalho: a assessoria de imprensa.

Para saber algumas curiosidades sobre os bastidores conversamos com um dos mais populares assessores de imprensa do Brasil, Cacau Oliver. Querido por muitas celebridades e responsável pela divulgação do trabalho de musas como Cléo Cadillac, Solange Gomes e o grupo de forró "As Apimentadas", ele nos fala sobre o início da sua carreira, egos inflados, situações engraçadas, importância do diploma de Jornalismo e muito mais. Confira:

Revista de Cultura - Como começou a assessorar as celebridades?

Cacau Oliver - Comecei em 2000, com um trabalho de assessoria no "Telegrama Legal" do programa do Gugu e com uma parceria na revista Sexy.

Revista de Cultura - Você hoje trabalha com um time de grandes artistas e capas de revistas. Nesses anos todos de convivência no meio artistico, não precisa citar nomes, mas já trabalhou com alguma celebridade que tinha o ego inflado?
Cacau Oliver - Todo artista tem um ego inflado. Trabalhar com vários artistas sendo mulheres temos que saber cada uma do seu jeito quer ser única e chamar a atenção para si.

Revista de Cultura - Já aconteceu alguma situação engraçada durante algum trabalho de assessoria, que você lembre e possa contar aqui?

Cacau Oliver - Olha, já aconteceram varias coisas engraçadas... o fato de você dar um nome artístico a alguém é engraçado. O nome da Julia Paes é Gislane Sousa. Há um tempo, quando liguei na casa dela e a mãe atendeu percebi que ela chama a filha de Júlia, ou seja, o poder da mídia.

Revista de Cultura - Trabalha assessorando artistas que fazem filme erótico e já posaram para revistas.Mas e você? Já recebeu convite para fazer filme e posar para alguma revista? Aceitaria? Já assistiu a alguma gravação?

Cacau Oliver - Fiz durante dois anos assessoria de imprensa para produtora de filmes (Sexxxy World) neste período você tem um contato com algumas das contratações da produtora e acaba desenvolvendo um trabalho de assessoria individual com alguma das contratadas. Não recebi para fazer filme e nem revista. Não aceitaria, sou Jornalista não é o meu trabalho. Nunca assisti, sempre procurei encarar este trabalho como um desafio de uma industria que teve um inicio, seu ápice e hoje, infelizmente, está em queda livre devido a pirataria.

Revista de Cultura - Li uma entrevista sua onde falava sobre ser homossexual e casado há algum tempo. Você já sofreu algum preconceito profissional devido a sua opção sexual?

Cacau Oliver - Nunca sofri preconceito, sempre fui bem resolvido em relação aos meus medos e incertezas. O meio em que trabalho me proporcionou uma vida sem “pré”, ou seja, sem julgamentos.

Revista de Cultura - Já ficou amigo de alguma celebridade que conheceu fazendo seu trabalho de assessoria de imprensa?

Cacau Oliver - Não.

Revista de Cultura - E o que você achou da decisão que permite que as pessoas exerçam a profissão de Jornalista sem ter o diploma universitário? Você é contra ou a favor disso?

Cacau Oliver - Sou contra. Acho que não podemos aceitar que uma decisão permita com que uma pessoa exerça uma profissão de tanta responsabilidade, sem nenhum tipo de formação. Ser Jornalista é saber que você é um comunicador, um formador de opiniões a faculdade dá suporte sob vários aspectos que o dia-a-dia nunca vai dar.

Revista de Cultura - Nas horas vagas o que gosta de fazer?

Cacau Oliver - Leio bastante e vou ao cinema.

Revista de Cultura - E qual a mais nova celebridade que você está trabalhando no momento?

Cacau Oliver - Trabalho em dois projetos: um grupo de forró "AS APIMENTADAS" e a " GATA DO PAULISTÃO DE 2.009".

Revista de Cultura - É verdade que a Sexxxy World vai contratar um jogador que atuou na seleção? A previsão de lançamento do filme é para quando?

Cacau Oliver - Não, esta negociação não se concretizou.

Revista de Cultura - Mande uma mensagem para os leitores do Revista de Cultura

Cacau Oliver - Espero que tenham gostado das respostas e que possam sempre ir em busca do conhecimento, não tenham vergonha de gostar do branco só porque todos gostam do preto. Ser culto é ter conhecimento de tudo e não apenas do que é ditado pela sociedade. Abraços!

Nenhum comentário:

Postar um comentário