quinta-feira, 9 de julho de 2020

Tranças e tramas volumosas de Carol Barreto no Mural Templuz* Obra fica exposta até agosto


O Mural Templuz receberá, a partir de 23 de junho, a  “Coleção Fluxus”, da artista e estilista Carol Barreto. A obra é um convite à reflexão sobre os reais valores estéticos da contemporaneidade e estampará o paredão lateral da Templuz na Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1150, em Belo Horizonte/MG.
“Expor no centro de BH nos dá a oportunidade de oferecer uma alteração momentânea na paisagem urbana, que pode gerar uma provocação. Isso nos ajuda a pensar no quanto se dá anuência ao racismo quando naturalizam nossa invisibilidade nos espaços privilegiados e de poder na sociedade”, destaca a artista. 
Carol Barreto ganhou visibilidade internacional nas passarelas de Dakar, Paris e Luanda, além das galerias de arte em Chicago, EUA, Toronto, Nova York, Cidade do México e Brasil. Ainda criança, entendeu sobre o preconceito e, diante de um caminho repleto de “porquês”, veio, por meio de suas obras, enriquecer a história. 
Na imagem, Carol retrata o legado da Diáspora Africana que, segundo sua origem grega, está relacionada à dispersão das pessoas em relação à sua origem comum. “Na Fluxus, as tranças e tramas volumosas contrapõem-se ao traço de modernidade, caracterizado pelo ponto minimalistico das peças. Ao mesmo tempo que é futurista, faz referência às culturas tradicionais”, explica a Carol.

“Coleção Fluxus”
Duração: até 25 de agosto de 2020
Horário: qualquer horário
Local: Templuz Iluminação (Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1150, Sion BH/MG)

*Sobre o Mural Templuz*
Localizado em uma das avenidas mais movimentadas de Belo Horizonte (MG), por onde passam mais de 100 mil carros por dia, o Mural Templuz tem por objetivo democratizar o acesso à arte e colocar um pouco mais de cor na rotina corrida da capital mineira. Desde sua criação, em 2011, artistas brasileiros e de diversas outras nacionalidades tiveram seus trabalhos expostos. Alguns foram destaque em uma coletânea comemorativa. “Nosso objetivo é contribuir para o cenário cultural de Belo Horizonte, modificando a paisagem urbana com arte de qualidade”, explica o designer e consultor estratégico da Templuz, Camilo Belchior, idealizador do projeto.
O paredão de seis metros de altura onde as obras são instaladas pertence à loja Templuz, que fica na Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1150. Para serem adequadas ao Mural, as obras originais são redimensionadas por meio de plotagem e instaladas por uma equipe de rapel.

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Novidades para clientes

Outback apresenta seu novo fondue: mix com mais queijos e dois tipos de chocolate para combinar

Restaurante quer entregar diversão via delivery; delícias trazem novas receitas e são acompanhadas de clássicos para curtir em casa

No dia 8 de junho, o Outback Steakhouse lançou seu fondue em duas novas versões. Chamado de Novo Fondue Outback, a marca apresenta aos seus fãs uma versão salgada com um novo mix de queijos - gruyere, ementhal e cheddar - e uma versão doce, ainda mais saborosa, com duas caldas de chocolate - meio amargo e branco - para combinar. Essas delícias, cheias de sabor, são servidas no famoso pão australiano em formato de bowl e acompanhadas de clássicos do restaurante, também estão disponíveis pelo delivery da marca permitindo que os clientes tenham um #MomentoOutbackEmCasa.
“Continuamos focados em levar até as pessoas momentos de leveza e descontração. É mais um passo em direção à entrega de diversão e momentos diferenciados aos nossos clientes”, diz Renata Lamarco, diretora de Marketing do Outback Brasil.
Para os amantes de queijo, a opção salgada Cheese Fondue (R$ 89,90) está ainda mais irresistível. O novo mix de queijos, feito com gruyere, ementhal e cheddar, garante um sabor bem diferenciado que ganha um toque especial quando combinado com bites da original Ribs do Outback empanada, filet mignon em tiras, camarões empanados ao estilo Outback, cubos de frango grelhados, fritas e croutons de pão australiano. Essa tentação é acompanhada ainda pelo tradicional molho Barbecue da casa.

Já o Chocolate Fondue (R$ 69,90) este ano está surpreendente e com mais chocolate: meio amargo e branco. Os fãs poderão escolher fazer o mix dos chocolates no famoso pão australiano para mergulhar os acompanhamentos do Outback: brownies de chocolate e de doce de leite Havanna, ambos com nozes pecãs, morangos, banana, marshmallows gratinados e calda de doce de leite Havanna.

O combo com os dois sabores sai por R$ 149. As novidades ficarão disponíveis por tempo limitado.

“Estamos animados porque para este ano trouxemos um relançamento: as receitas são novas e apresentam toques ainda mais especiais. O mix de queijos foi reformulado e traz uma nova combinação de sabores, o que deve surpreender. É bem diferente do ano passado e, por isso, nossos clientes poderão curtir como novidade. O duo de chocolates também permite um mix diferente, com receita exclusiva do Outback, mais cremoso”, diz Renata. “E essa é a primeira vez que fazemos uma grande campanha considerando a experiência via delivery, o que é algo muito significativo: vamos levar, além de leveza, ainda mais sabor para a casa dos nossos fãs”, finaliza.
 Sobre o Outback Steakhouse

O Outback Steakhouse possui 103 restaurantes no Brasil e está presente em 44 cidades, 16 estados brasileiros e Distrito Federal. No mundo está em 23 países nas Américas, Ásia e Oceania. O primeiro restaurante no país foi inaugurado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, em 1997. Com seus cortes de carne especiais e aperitivos icônicos como a Bloomin' Onion, o Outback caiu no gosto do brasileiro pela qualidade e sabor marcante da sua culinária, somados à descontração no atendimento e às instalações aconchegantes. Inspirado na Austrália, o restaurante enfatiza vários aspectos da cultura australiana, como esporte, pontos turísticos, paisagens icônicas, tradições e lazer. Além disso, a marca oferece uma experiência única, divertida e de altíssimo padrão que, no Brasil, ficou conhecida como #MomentoOutback. A rede Outback Steakhouse pertence ao grupo Bloomin’ Brands, que ainda conta com a marca Abbraccio no país.

MP936: advogado analisa a Lei 14.020/20 e os impactos no Direito do Trabalho


Quem estiver recebendo o benefício da MP936 de forma irregular poderá ter o nome inscrito na Dívida Ativa da União

Com a pandemia do Covid-19, algumas ações se tornaram urgentes para tentar preservar os postos de trabalho e a economia. Sendo assim, a Presidência da República instituiu através da nova Lei 14.020/20, de 6 de julho de 2020 (que dispõe sobre o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda), algumas modificações em relação ao texto original da Medida Provisória (MP) 936, que trazem alguns impactos nos direitos trabalhistas. Por ser recente, é normal que dúvidas surjam e por esse motivo, o advogado e gestor da ALC Advogados, André Leonardo Couto, com mais de 25 anos de atuação no Direito do Trabalho, faz uma análise objetiva da nova Lei.

De acordo com o advogado André Leonardo Couto, o presente texto da Lei 14.020/20, não trouxe muitas novidades, mas sim, prorrogou os efeitos da MP936. “Entre os benefícios, podemos citar a redução proporcional da jornada do trabalho e a suspensão do contrato de trabalho, autorizado por Lei e custeado por parte pela União. Essa medida não é de direito dos empregados da União, Distrito Federal, dos munícipios, dos Estados, das autarquias, das empresas de sociedade de economia mista ou suas subsidiarias e organismos internacionais. Compete ao Ministério da Economia gerenciá-lo e ele será custeado pelos recursos da União, com prestação mensal a partir da data da jornada proporcional do salário, ou suspensão do contrato de trabalho. Esse auxílio não impedirá a concessão e nem alterará o recebimento do seguro desemprego, ou seja, quem receber esse benefício agora e for dispensado depois, desde que tenha os requisitos para receber, não terá prejuízo”, diz.

No entanto, André Leonardo Couto alerta que quem estiver recebendo esse benefício da MP936 de forma irregular, poderá ter problemas sérios, como, até mesmo, uma execução judicial. “Quem recebeu esses valores indevidamente poderá ser inscrito da Dívida Ativa da União (DAU), podendo ainda responder na forma legal, inclusive com execução judicial. Ele terá como base de cálculo  o valor mensal do seguro desemprego, sendo que na hipótese de suspensão temporária do contrato do trabalho, o valor mensal pode variar entre 100 a 70% da receita, sendo que 70% será pago pelo Governo e 30% pelo empregador, quando a empresa tiver tido uma receita superior a 4 milhões e 800 mil reais. Os benefícios serão quitados independente do período aquisitivo, tempo de vínculo empregatício, ou número de salários recebidos”, explica.

Tenho direito?

Sobre quem terá direito a receber a ajuda, o advogado explica detalhadamente os possíveis caminhos para a contemplação e como funcionará. “Quem recebe seguro desemprego, ou benefício previdenciário (com exceção da pensão por morte ou auxílio-acidente), ou mesmo bolsa de qualificação profissional, não terá direito a receber o referido benefício. Vale lembrar que no caso de quem tiver mais de um vínculo empregatício terá direito a receber mais de um auxílio. É importante dizer que a pactuação para o recebimento do benefício se dá, ou acordo individual entre empregador e empregado ou acordo coletivo ou convenção coletiva. A suspensão do trabalho poderá ser feita em até 60 dias podendo ser fracionado em 02 (dois) períodos de até 30 dias. É importante comentar que, no período da suspensão do contrato de trabalho, o empregado que for beneficiado pelo programa terá direito aos mesmos benefícios dos demais empregados. É bom lembrar, também, que no período de suspensão do contrato, o empregador não pode exigir do empregado, que realize atividades, como, por exemplo, trabalho remoto, sob pena de desqualificar o programa, ter que pagar salário integral e responder pelas implicações legais e sanções”, orienta.

Em relação a possibilidade de prorrogar o benefício criado pela Lei 14.020/20, o  advogado e gestor da ALC, André Leonardo Couto, explica que existe a possibilidade. Ele ainda lembra que o empregador poderá, caso queira, também dar uma ajuda compensatória ao empregado. “Basta ter um decreto que venha a regulamentar a matéria, mas lembro que ainda não existe. O empregador pode, também, caso seja de sua vontade, além do benefício, apoiar o trabalhador com uma ajuda compensatória. Ela será indenizatória e não terá encargos, como, INSS, FGTS e poderá inclusive, ser dedutível da tributação da empresa, desde que seja lucro real”, completa.

Garantia de emprego

O advogado explica que quem participar do programa e tiver a jornada reduzida, proporcional ao salário, ou a suspensão do contrato de serviço, terá garantia do emprego pelo período que estiver recebendo o benefício e, vencida a ajuda, por período igual ao que recebeu. “Nesta garantia de emprego, o empregador não pode mandar embora, sob pena de, além de pagar as verbas indenizatórias, pagar um plus indenizatório previsto na Lei. A empregada gestante, caso tenha recebido o auxílio do programa, terá a garantia do emprego após cinco meses depois do parto. Ou seja, ela já tem a garantia após cinco meses depois do parto e ainda terá a garantia da Lei 14.020/20, depois do parto. Assim, uma garantia estendida. Vale lembrar que durante o período da Lei, ou seja, quem recebeu o benefício e pedir demissão, ou ter dispensa por justa causa, não terá garantia”.

Acordo e dispensa

Os acordos individuais de redução de jornada de trabalho e de salário ou de suspensão temporária do contrato de trabalho, realizado entre empregador e empregado, tem que ser comunicado no sindicato no prazo de 10 dias corridos da data da sua celebração. Irregularidades em qualquer modalidade de acordo para pagamento do benefício, pode ensejar autuação pelos Auditores Fiscais do Trabalho.  “Nesse período, se houver alguma irregularidade na celebração do acordo, pode a empresa ser autuada pelo auditor fiscal do trabalho. Esse benefício se aplica aos contratos de aprendizagem e de jornada parcial. Durante o período da calamidade pública, ou seja, até dezembro de 2020, é vedada a dispensa do trabalhador com deficiência física. O empregado com contrato de trabalho intermitente também pode receber o apoio, desde que tenha tido essa contratação até a publicação da MP936 no valor de R$ 600 pelo período de três meses. Se houver mais de um contrato intermitente, ele terá direito a um só auxílio. A empregada doméstica também terá direito. Em síntese, não houve muitas mudanças e a Lei chega para ajudar os empregadores e a diminuir o impacto social”, concluiu o advogado André Leonardo Couto.

Revista Fanzini promove Festival Canta Sete Lagoas


Inscrições estão abertas on-line
Foto: Divulgação
O concurso é on-line e com premiação em dinheiro. Inscrições abertas. 

Você é cantor? Vive da música e ama o que faz?

Que tal mostrar todo o seu brilho no Festival Canta Sete Lagoas?

Vem aí o FESTIVAL CANTA SETE LAGOAS!

O objetivo é promover o desenvolvimento cultural e artístico da comunidade, descobrir novos talentos, e o intercâmbio e a livre expressão cultural entre artistas amadores e profissionais.

Além, é claro, de levar diversão e arte para dentro das casas, nesse período de quarentena e distanciamento social.

Podem participar cantores amadores e profissionais, de Sete Lagoas e cidades vizinhas, através de vídeos de até 3 minutos, feitos em casa.

Serão 3 categorias : infantil, teen e adulto onde será premiado o primeiro lugar amador e profissional de cada categoria  .

E na categoria autoral, autor e intérprete recebem o prêmio.

O mais bacana é que a ideia do Festival não é a competição por competição. É uma grande confraternização onde os cantores locais vão poder mostrar a sua arte,se divertir e divertir os seus fãs!

Um verdadeiro show! E é claro que ainda podem faturar uma grana, o que não é nada mau né?

Inscrições abertas até o dia 31/7.

https://docs.google.com/forms/d/1B6dJ_PrHnN4aPpH5RiyRx0qANv_MVitQ2EAh-WmiSD4/viewform?edit_requested=true

Mais informações no instagram @fanzinirevista ou pelo WhatsApp (31)3772 2654

https://www.youtube.com/watch?v=0wigAUV72SI    
O evento tem o apoio de importantes empresas de Sete Lagoas:

Tulip Inn Sete Lagoas 

Grupo Calsete
Cartão de Todos 
Centro Odontológico e médico
Conduct
Cooperlíder
Transportes Sete Lagoas
Arte Brasil

Tv Metropoli

terça-feira, 7 de julho de 2020

Memorial Minas Gerais Vale apresenta versão de Hamlet para vídeo-dança

Espaço também integra o webnário “Conversas sobre perguntas”, evento criado e organizado por quatro  equipamentos que integram o Circuito Liberdade

A programação do mês de julho, pensada exclusivamente para o ambiente on line e disponibilizada nas redes sociais do Memorial Minas Gerais Vale, devido ao isolamento social imposto para conter a pandemia do Covid-19, traz estreias no ambiente da dança e da performance. Nesta semana, de 8 a 12 de julho, dentre as atrações estão as apresentações da vídeo-dança “@Hamlet.SoloTropical”, de Fernando Barcellos no qual ele transcria a tragédia shakespeariana Hamlet para a linguagem da videodança. Outra novidade é  o “Ambiências em Casa – Instalações Artísticas”, com Daniela Carva. 

E neste mês, a partir do dia 14 de julho até  o dia 18 de agosto, em parceria com outros  equipamentos culturais que compõem o Circuito Liberdade – Casa Fiat de Cultura, Centro Cultural Banco do Brasil e Museu das Minas e do Metal – MM Gerdau -, o Memorial Vale realiza o webinário “Conversas sobre perguntas”, no qual, toda terça-feira, às 17h, a jornalista Daniella Zuppo vai mediar conversas com importantes pensadores e intelectuais brasileiros. A cada edição, a conversa será veiculada por um dos canais dos espaços. No Youtube do Memorial Vale será exibido o bate-papo com o psicanalista Christian Dunker no dia 4 de agosto, e com a escritora Conceição Evaristo, no dia 11 de agosto. 

Prorrogadas inscrições até 26 de julho

O Memorial Vale prorrogou as inscrições, até o dia 26 de julho, para as duas convocatórias do Educativo do espaço: o Projeto Novos Pesquisadores, destinado ao público acadêmico, que tem objetivo colocar em evidência trabalhos de dissertações e teses defendidas em mestrados ou doutorados, nos últimos cinco anos, nas áreas de Ciências Humanas. Os trabalhos selecionados ganharão uma exposição e os seus autores serão convocados a participar de conversas dentro da programação do Diálogo com Novos Pesquisadores. Serão selecionadas três pesquisas e cada uma receberá o benefício de 7 mil reais. O outro projeto com inscrições prorrogadas é o Educativo Aberto 2020, destinado a estudantes de graduação para que apresentem projetos propondo atividades a serem desenvolvidas para o público escolar, pessoas com deficiência, bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos. Os projetos deverão ser elaborados em dupla e precisam ter a duração de cinco meses. Será disponibilizada uma bolsa mensal de 900 reais, para cada integrante da dupla, durante a vigência do projeto que terá início quando o MMGV reabrir as portas ao público. Mais informações e inscrições pelo link: http://memorialvale.com.br/pt/educativo/convocatorias/ . 

Confira a programação #MemorialValeEmCasa

No dia 8 de julho, quarta-feira, às 11h, Isabella Brandão, professora de bordado, com mestrado sobre a prática do bordado em Belo Horizonte no século XX,  dá continuidade à série “Bordado pelo mundo”, ensinando “Bordado Inglês”. Neste último vídeo da série, a pesquisadora fala sobre diferentes tipos de trabalhos de agulha na Inglaterra, como Stumpwork, Crewelwork e Canvaswork que são produzidos no país há pelo menos cinco séculos. Como projeto, ela ensina como fazer um pequeno mostruário de Blackwork usando etamine, agulha de tapeçaria e linha de meada na cor preta.

Na quinta-feira, 9 de julho às 11h, será postada mais uma atividade do “Educativo em Ação”, uma série de posts que revela um pouco das estratégias de mediação dos educadores do Memorial Minas Gerais Vale. Uma ação que busca ampliar e qualificar o acesso e a vivência museal.

Na sexta-feira, 10 de julho, às 10h, o Memorial Vale dedica mais uma canção a outro equipamento do Circuito, na ação criada pela rede Circuito, intitulada “Alegre seu dia com música mineira”, na qual cada espaço dedica uma canção a outro, e todos são contemplados.  A ação acontece pelo Instagram.

Também na sexta-feira, às 11h, será postado o primeiro vídeo-dança do bailarino Fernando Barcellos “@Hamlet.SoloTropical” ou “Apenas um rapaz ou Coração Selvagem ou Isto não é um romance de Clarice Lispector”.  Neste trabalho, o artista transcria a tragédia shakespeariana Hamlet para a linguagem da videodança. A transcriação ele explica que é uma estratégia (tomada de empréstimo de um tradutor chamado Haroldo de Campos) empregada por Fernando Barcellos em seus trabalhos anteriores (Circuito Iago e Tito, pelo Coletivo Sala Vazia) para transformar textos literários trágicos em performances de dança. Circuito Iago e Tito são transcriações de Otelo e Tito Andrônico, respectivamente, ambas tragédias de Shakespeare. Assim, com o lançamento da obra inédita @Hamlet.SoloTropical, o bailarino completará sua trilogia coreográfica shakespeariana. Como o artista trabalha com a dança em campo expandido, atravessada por outras manifestações artísticas e saberes, o video-dança criado a partir de Hamlet será multimidiático, atravessado pelo teatro, pela arte da performance, pela música, pela literatura, entre outras. 

Serão dois vídeos, @Hamlet.SoloTropical – Parte 1 e Parte 2, que serão exibidos semanalmente, um em 10 de julho e o outro em 17 de julho.  Quando Fernando Barcellos transcria textos trágicos, ele não está preocupado em reconstituí-los fidedignamente, mas criar uma obra contemporânea que tenha relações com a obra original. Assim, interessa a ele como as tragédias podem ser revitalizadas pelas questões da contemporaneidade. “Hamlet é um texto shakespeariano que nos provoca sobre questões como o existencialismo, a solidão e os limites entre a vida e a morte. Confinados em nossas casas, todos nós estamos refletindo sobre essas questões no tempo presente, tentando sobreviver a uma pandemia provocada por um vírus letal. Para transcriar Hamlet em @Hamlet.SoloTropical, eu levo em conta a condição de confinamento a que estamos submetidos durante a pandemia, e tento traduzir isso nos vídeos”, adianta Fernando Barcellos. Discos de Belchior, Caetano Veloso, Gal Costa, Marku Ribas e Radiohead; livros de Hilda Hilst e Shakespeare; violão, chamadas de vídeo e áudios de Whatsapp; estas são algumas das estratégias utilizadas pelo artista para sobreviver ao isolamento. Veremos como tudo isso pode tropicalizar Hamlet, de modo que ele possa, ainda uma vez, nos ajudar a perceber o que há de podre no reino de “Pau Brasilis”. Assim, usando os equipamentos que tem disponível, o bailarino captará imagens em sua casa. Então, sua parceira em trabalhos de videodança, Stefani Mota, fará a edição final dos vídeos em sua residência, em São Paulo. Neste videodança em duas partes, Fernando Barcellos contará com participações especiais, tais como Lira Ribas, Júlia Ribas, Antônio Beirão e Júlia Diniz, artistas que residem em Belo Horizonte e São Paulo. 

Fernando Barcellos é bailarino, coreógrafo, diretor e professor. Tem criado trabalhos em que a dança é atravessada por outras manifestações artísticas e saberes. Doutorando em Estudos Literários da Universidade Federal de Uberlândia, é mestre em Artes, licenciado em Artes Visuais, ator e bailarino com experiência em balé clássico e dança contemporânea. Foi professor substituto do Bacharelado em Dança da Universidade Federal de Uberlândia. Atuou como bailarino e assistente de ensaios do Grupo de Dança Paola Marques (Belo Horizonte - MG) e foi diretor artístico do Grupo Jovem de Dança de Ibirité - MG. Tem trabalhado com grupos teatrais de relevância no cenário nacional, tais como o Grupo Oficcina Multimédia, a Maldita Cia. de Investigação Teatral e o Quatroloscinco - Teatro do Comum. 

E, ainda na sexta, às 14h, será postada a 15a. e última foto legenda da exposição Tempo e Patrimônio, desenvolvida pelo Educativo do Memorial Vale. Essa exposição conta a história da edificação desde sua construção até os dias de hoje.

E no domingo, 12 de julho, às 10h, estreia “Ambiências em Casa – Instalações Artísticas”, com Daniela Carva. Serão dois vídeos, o segundo será exibido em 19 de julho.  No primeiro, “Construindo uma ambiência/instalação em casa para desenho de paisagens e/ou objetos” ela instiga o público com a pergunta: Você já parou pra observar que tudo ao seu redor torna-se imagem, a partir de diferentes perspectivas e referências? Nesse vídeo, a proposta é uma experiência para crianças e adultos de observação dos objetos, imagens e paisagens presentes ao nosso redor. A ideia é construir uma ambiência/instalação que proporcione brincar com esses elementos e suas formas.

Memorial Vale na web:

http://www.memorialvale.com.br

https://www.facebook.com/memorialvale  

https://www.instagram.com/memorial.vale  
T
https://www.youtube.com/user/memorialvale

www.memorialvale.com.br/visite/visita-virtual/

Hashtags usadas nas postagens do Memorial Vale na quarentena: 

#MemorialValeEmCasa 

#MuseumsAndChill 

#MemorialValeNosUne

#ValePatrocina

Adriana Sanchez e Duas Terezas confirmam a segunda edição do projeto “São João na Sua Casa”


Música boa e pratos saborosos
Foto: Divulgação
Pacote tem show online exclusivo com a artista e jantar delivery com comidas típicas

O clima de festa continua no mês de julho com a realização da segunda edição do “São João na Sua Casa” que no sábado (11) com direto a quadrilha virtual. Sucesso de vendas na edição de estreia, o projeto idealizado pela cantora e sanfoneira Adriana Sanchez vai além de um show virtual, levando boa música e pratos típicos que tanto marcam esta época do ano para que o público possa comemorar os festejos sem sair de casa. O jantar delivery, com menu junino, é assinado pela paulistana Mariana Pelozio (proprietária do restaurante Duas Terezas).

A proposta propõe uma experiência criativa e personalizada ao público de São Paulo e região metropolitana. No menu especial, Mariana Pelozio apresenta comidas típicas como bolo de milho, cural, torta salgada de pinhão, milho cozinho e quentão, entre outros itens. Já no repertório, Adriana Sanchez animará a noite ao som de releituras de clássicos de Luiz Gonzaga, músicas típicas das festas de juninas, além, é claro, de sucessos que fazem parte da cultura caipira e interiorana. “Um dos momentos mais divertidos é a nossa quadrilha virtual. Na primeira edição, a galera realmente entrou no clima, puxando o sofá de casa e dançando com a gente. Foi divertido demais e vamos repetir a dose nessa próxima edição”, comenta a cantora.

Sugestões de vestuário, itens básico de decoração e dicas de como preparar o ambiente para receber a experiência também estão inclusas na proposta.

“O São João é uma festa que todo mundo ama e não poderíamos de comemorá-la! O objetivo desse projeto é uma experiência que vai além de levar gastronomia e entretenimento aos lares. Já que a recomendação é ficar em casa, queremos proporcionar um momento verdadeiramente mágico às pessoas, para que elas possam se sentir num outro ambiente mesmo sem sair de casa”, explica Adriana Sanchez.

São João na sua casa
Menu Junino + Show Exclusivo com Adriana Sanchez

Data: 11/07 (sábado)
Horário: 20h
Menu: Bolo de Milho, Cural, Torta salgada de pinhão, Milho cozido, Pé de moça, Quentão, Caldo de mandioca com costela ou com queijo coalho, Pernil para comer com Biju de tapioca ou Molho Caipira para comer com Biju de tapioca.

Valor: R$ 70,00 (menu individual) ou 120,00 (menu que serve de 2 a 3 pessoas)
Informações e reservas: https://foodpass.com.br/evento/sao-joao-na-sua-casa-menu-junino-show-exclusivo-com-adriana-sanchez

Sobre Adriana Sanchez:

Adriana Sanchez é cantora, sanfoneira, compositora e líder da Barra da Saia – única banda feminina de música sertaneja do Brasil. Começou a tocar piano clássico ainda criança para complementar sua bagagem de bailarina, mas se interessou pela música popular bem mais tarde, quando em algum momento a música a encantou definitivamente. Desde 2014, paralelamente aos trabalhos com a banda, tem realizado o projeto “Salve Lua – Tributo a Luiz Gonzaga”, no qual faz releituras dos clássicos do Rei do Baião, trazendo suas influências e personalidade. Para isso, usa pedais e loops nas sanfonas, misturando em alguns momentos batidas eletrônicas, samplers e o toque tradicional do instrumento.

Site: www.adrianasanchez.com.br
Instagram: @adrianasanchezoficial
Facebook: www.facebook.com/adrianasanchezoficial
YouTube: www.youtube.com/adrianasanchezoficial

Sobre Mariana Pelozio – Restaurante Duas Terezas:

Mariana se descobriu cozinheira aos nove anos, depois de encontrar o livro de receitas da avó. Fez logo um suflê de espinafre. Nesse dia, entendeu que cozinhar era o que mais gostava de fazer. Formada em Administração e Marketing, largou tudo e se jogou feliz entre panelas e temperos. Partiu então para a graduação no curso Cozinheiro Chef Internacional e possui pós-graduação em Cozinha Brasileira. Professora e palestrante renomada no segmento gastronômico, participou do Reality Hell's Kitchen, no SBT (2016), da segunda temporada do Cozinha Amiga, na TV Gazeta (2018) e primeira temporada de Mestre do Sabor na Rede Globo (2019). Sua mistura vem das raízes nordestina e italiana.

Site: www.duasterezas.com.br
Instagram: @duasterezas / @marianapelozio
Facebook: www.facebook.com/duasterezas

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Brasil e Peru: live com o Inhotim aproxima os dois países


Como aproximar o público de iniciativas culturais de qualidade nesta época de distanciamento social? Como levar arte, educação e botânica para as pessoas de forma virtual? Será que o digital vai substituir o presencial? Essas e outras questões serão debatidas por especialistas do Inhotim no bate-papo promovido pelo Centro Cultural Brasil-Peru (CCBP), na quinta-feira (9), às 21h (horário de Brasília). 

O CCBP é parte da Embaixada do Brasil em Lima, no Peru, que é referência na cidade com cursos de português e atividades de promoção da cultura brasileira. Participam da live o curador-associado do Instituto, Douglas de Freitas, e a gerente de Comunicação, Lorena Vicini. Ambos vão falar sobre as iniciativas on-line do Instituto neste período e sobre como o público pode se relacionar com a arte de forma "não presencial". O evento acontece na página oficial do CCBP no Facebook: http://www.facebook.com/watch/ccbpoficial/.