sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Dia Mundial da Luta Contra o Câncer em BH

Trabalho da CAPE é referência em Minas Gerais
Foto: Divulgação 
CAPE, em Belo Horizonte, é referência no acolhimento de jovens que estão em tratamento contra o câncer

No sábado, dia 4 de fevereiro, é celebrado o Dia Mundial Contra o Câncer, que foi criado em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) e tem como objetivo aumentar a conscientização sobre a doença, que mata 8,3 milhões de pessoas por ano no mundo.

Este ano o tema da campanha escolhido pela INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva) é o câncer infantojuvenil. A estimativa da entidade é de que surjam em 2017 mais 12.600 pessoas casos em pessoas de zero a 19 anos.

Em Belo Horizonte, o trabalho da Casa de Acolhida Padre Eustáquio (CAPE) é referência quando o assunto é carinho e amenização das dores durante o tratamento do câncer infantojuvenil. Criada em 2013 pelo empresário José Marcílio Nunes, a CAPE tem disponibilidade para 120 acolhidos, onde são servidas cinco refeições diárias, além de diversos atendimentos, como psicológico, social, fisioterapia, nutricionista e acupuntura. A casa, que recebe crianças e suas famílias de 101 cidades de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará, Maranhão e Goiás, conta ainda com brinquedoteca, biblioteca, auditório, capela, escola e atividades recreativas, que visam justamente dar o amparo e condições para que todos tenham a possibilidade de enfrentar o momento com mais conforto.

Mônica Araújo, superintendente da CAPE, afirma que “o foco nas crianças e jovens na campanha do Dia Mundial Contra o Câncer é muito importante, pois é cada vez maior o número de pessoas acometidas pela doença nesta faixa etária”. Ela enfatiza um dado divulgado pelo INCA e pelo Ministério da Saúde (MS), que aponta que a sobrevida estimada no Brasil por câncer entre jovens é de 64%.

Contribuições para a CAPE

Sem fim lucrativo, a CAPE é uma entidade que vive de doações. Elas podem ser feitas através do site: www.cape-mg.org.br, de boleto bancário (ligar para 3401-8000 financeiro), através de depósito bancário, Banco Santander, Agência 4275, Conta Corrente 13004140-3, CNPJ:06..305.317/0001-12, Razão Social: Associação Dona Lucinha e através do Imposto de Renda, FIA, para Associação Dona Lucinha - CAPE.
Para agendar uma visita e fazer trabalho voluntário, o interessado deve ligar para telefone (31)3401-8000

Nenhum comentário:

Postar um comentário