segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Banda Mole Agita os Foliões em Belo Horizonte

O tradicional bloco pré-carnavalesco de Minas Gerais comanda a folia no dia
18 de fevereiro, na Afonso Pena

Tradicional evento do carnaval em BH acontece na Av. Afonso
Pena com muita descontração - Foto: Flávio Charchar
Em seu 42º ano, o tradicional bloco de pré-Carnaval Banda Mole leva sua festa para a Avenida Afonso Pena, no dia 18 de fevereiro (sábado), das 13 às 22 horas, proporcionando entretenimento, consciência política, ecológica e cultural, regados a muito humor, descontração e animação.

Banda Mole 2017
O tema para a festa do dia 18, na Avenida Afonso Pena, será “Banda Mole - 42 anos, sem corda, sem muro, sem juízo, como sempre uma sátira ao momento político que o país e o mundo atravessa, uma referência explícita a intolerância verbalizada por Donald Trump e também ao processo de judicialização crescente no Brasil e no mundo. Muita música, descontração, humor e alegria vão pautar a folia do bloco que conta também com presença da tradicional bandinha formada majoritariamente por músicos da Charanga do Bororó que interpretarão as famosas e saudosas marchinhas de todos os tempos.

O desfile que ano passado recebeu 25 mil pessoas, será realizado na Avenida Afonso Pena entre as ruas da Bahia e Guajajaras e vai contar com grande estrutura visando segurança e conforto para todos os foliões.

Há 12 anos a Banda Mole aperfeiçoou toda a sua infraestrutura do desfile e de atendimento ao público e sua programação musical passou a contar com a participação de artistas locais e nacionais de vários estilos, transformando a Banda Mole num pré-carnaval multicultural da cidade, uma verdadeira ode a diversidade cultural.

Este ano a festa promete contagiar os foliões com apresentações das bandas e três trios elétricos. No Trio Elétrico Na Balada se revezarão DJs da cena de BH. Outro Trio que chamará toda uma geração para a avenida é o Trio da Discoteca Phoenix, ativa até 2012 e que deixou saudades na noite de BH. Os principais DJs da casa, desde a década de 1990 até os anos 2000 passarão pelo Trio ao longo do dia, lembrando os melhores momentos da extinta discoteca. No Trio Solidário Los Hermanos estarão as principais atrações da festa: Manu Rosa, Meu Rei, Renan e Rafael (banda revelação de Barretos em 2016) com Marcão da Axé Uai. O Trio recebe ainda a ex-vocalista da banda baiana Cheiro de Amor, Carla Visi. Um palco será montado na altura da Av. Álvares Cabral com Afonso Pena e nele, além das apresentações da tradicional Charanga do Bororó acontece a apresentação dos artistas do projeto Balaio de Bambas, que reúne mais de 30 artistas do samba de várias gerações da cidade, com grupos como Tradição, Magnatas do Samba, Pirulito da Vila, Joãozito e a Parceria, Camafeu e Oi de Gato. Em seguida sobe ao palco o Baile do Queixinho - conjunto musical que se originou da escola de samba Unidos do Samba Queixinho Underground Baticum, e ainda, a estreia na Banda Mole do grupo Saideira, de Diamantina, abrindo espaço para projetos musicais de outras cidades.
Banda Mole um estado de espírito
Fundada em 1975 por um grupo de rapazes egressos do bloco carnavalesco “Leões da Lagoinha”, a “República Independente da Banda Mole”, associação lítera-etílica-carnavalesca sem fins lucrativos, teve como principal finalidade resgatar os velhos carnavais com desfiles populares em via pública, que deveriam ter sempre as seguintes características: gratuidade para quem quisesse participar, animação, crítica político-social e liberdade nas fantasias e trajes a serem usados no cortejo.
No primeiro desfile, a Banda Mole saiu com aproximadamente 100 pessoas animadas por uma banda de chão e instrumentos de sopro de dez elementos. Com o passar dos anos, tendo caído definitivamente no gosto popular, o desfile foi crescendo, chegando a levar às ruas, em 1995, mais de 400.000 pessoas animadas por 14 trios elétricos, entre os quais, a banda baiana Araketu, maior atração nacional da época e o Jota Quest.
O desfile que era originalmente na Rua da Bahia, teve o seu trajeto há 12 anos  transferido para a Avenida Afonso Pena, para garantir maior conforto e segurança aos foliões,  definido entre as ruas da Bahia e Guajajaras, no centro de BH. Os organizadores, que se revezam na presidência da entidade, são Luiz Mário “Jacaré” Ladeira e Helvécio “Gaiola” Trotta.
“Banda Mole, 42 anos sem corda, sem muro e sem juízo”
Dia 18 de fevereiro de 2017
13h às 17h30 – Concentração com os trios, parados com shows dos artistas e DJs.
17h30 às 18h30 – Bandinha da Banda Mole faz o seu percurso na avenida. No repertório os grandes sucessos e marchinhas eternas dos carnavais.
18h30 às 21h45 – Circulação Oval dos três Trios pela Avenida Afonso Pena.
22 horas: Encerramento do evento.
Outras informações: 31-3284-0709

Nenhum comentário:

Postar um comentário