segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

PIC retoma campanha de incentivo ao uso de taxis “É chic ter chauffeur”


Em 2010 o PIC lançou o conceito all inclusive nos seus principais eventos, ou seja, comidas e bebidas liberadas. Paralelamente a isso, visando o conforto e a segurança dos convidados na ida e na volta das festas, lançou também a campanha de incentivo ao uso de taxis. Iniciativa cidadã do Clube denominada “É chic ter chauffeur”.

Durante os grandes eventos como o Reveillon e a  Festa Junina, o PIC incentiva não somente os participantes a utilizarem o taxi, mas os próprios taxistas a prestarem o serviço. A logística é bem simples: partir de meia noite os portões da Rua Garoupas (portão 2 do PIC Pampulha) são abertos para os taxistas. Ao entrarem no Clube para levar os passageiros de volta para casa após a festa  recebem R$ 10,00 (dez reais) de bonificação e um lanche, além do valor da corrida paga pelo próprio passageiro, podendo voltar quantas vezes desejarem, enquanto houver passageiros.

De acordo com o presidente do PIC, Antonio Eustáquio da Rocha Soares, a campanha de incentivo ao uso de taxis vem crescendo a cada ano graças ao apoio das autoridades públicas, dos taxistas, do sindicato da classe e da imprensa em geral. Segundo ele, nesta modalidade são preenchidos todos os requisitos de segurança, facilidade, praticidade e conforto. Através da campanha “É chic ter chauffeur” o PIC dá sua contribuição social ao reforçar a importância da observação da Lei Seca incentivando um comportamento que servirá para minimizar a ocorrência de acidentes decorrentes da combinação de álcool e direção.

Para se ter uma ideia do sucesso dessa iniciativa, no último Reveillon cerca de 50% dos convidados aderiram à campanha e utilizaram táxis para ir e voltar da festa e este ano esperamos que o número cresça ainda mais. Portanto, fica aqui o lembrete do presidente do Clube: participe do Reveillon Amarelo e Branco do PIC, divirta-se, desfrute de tudo que o evento pode oferece mas volte para casa de taxi, afinal, ‘É chic ter chauffeur’”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário