segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Aqui Jazz faz Apresentação Especial em BH com a Cantora Eliana Pittman


O tradicional projeto mineiro Aqui Jazz, que completa 10 anos em 2014, apresenta uma edição especial. No dia 11 de outubro (sábado), às 20h, a convidada da que fará um belo show com a banda Take Five é uma das vozes mais bonitas do Brasil:Eliana Pittman, que interpretará clássicos do jazz internacional. A entrada é gratuita.

Para este show, Eliana Pittman apresentará canções especialmente escolhidas e que estão ligadas ao repertório das cantoras Billie Holiday e Ella Fitzgerald.  Ao todo, serão nove canções, sendo duas delas clássicos jobinianos, cantando em inglês.

As músicas sugeridas pelo diretor musical do projeto Pedrinho Alves Madeira que tiveram arranjos decifrados pelo diretor musical Matteo Ricciardi foram: Cry me a Rriver, Blue Moon, Summertime, Night and DayOur Love Is Here to StayI ve got you under my skynMy Funny ValentineWave e Dindi.

O quinteto Take Five, formado pelos músicos Ricardo Penido (trompetista), Matteo Ricciardi (saxofonista), Hugo Silva(contrabaixista), Leo Lana (percussão) e Walner Casitta (piano). Com 20 anos de experiência, o grupo reúne instrumentistas mineiros que interpretam sucessos do jazz à bossa nova, passando pelo erudito, com obras de compositores que estão na fronteira entre o clássico e o popular.

Eliana Pittman - Cantora e atriz carioca, Eliana iniciou a carreira em 1961 ao lado do saxofonista norte-americano Booker Pittman, seu padrasto, mas não demorou muito para seguir carreira solo. Fez shows no Brasil e no exterior e na década de 1970 emplacou vários sucessos, entre eles Mistura de carimbó, e recebeu o título de “Rainha do Carimbó”. Ao longo de sua carreira, gravou quinze discos, muitos deles lançados em diversos países, e ganhou variados prêmios.

Aqui Jazz
Com o patrocínio do Parque Renascer, Bosque da Esperança e Funeral House, são muitas as novidades agregadas ao projeto Aqui Jazz, que em 2014 está celebrando 10 anos de ininterruptas apresentações. Para manter o clímax de comemoração, a produtora e coordenadora do Aqui Jazz jornalista e produtora Cultural Christina Lima optou por convidar e formar duplas com alguns dos muitos artistas que tinham participado do Aqui Jazz, ao longo dos anos. Estas duplas interpretarão um repertório extraído de discos clássicos e/ou históricos da MPB, lançados no decorrer da década de 1970.

Um detalhe importante dos shows é o cenário, um autêntico Cadillac Hearse – Fleetwood – 1974, importado dos Estados Unidos, que pertence à frota de veículos do Parque Renascer. Este Cadillac é um belíssimo clássico entre os carros antigos, tem sete metros de comprimento, todo original. É um carro de colecionador, que era usado como veículo funerário e que também carrega parte da história de Minas Gerais: ele transportou no o corpo do Presidente Itamar Franco, do  Vice Presidente José de Alencar e de outras autoridades.

Sobre o Aqui Jazz
O Aqui Jazz é um projeto cultural que começou pequeno e tímido há dez anos. No início, apenas a bada Take Five era contradada para tocar jazz em algumas praças de Belo Horizonte. O sucesso de público e da mídia fez com que o projeto se tornasse parte do calendário cultural da capital mineiro, ganhando a simpatia do público e dos músicos mineiros.

Há cinco anos, o formato do projeto Aqui Jazz foi alterado com a contratação de Pedrinho Alves Madeira como diretor artístico e do músico Matteo Ricciardi como diretor musical - integrante da banda Take Five. As mudanças agregaram valor à iniciativa, que continou contando com a banda oficial do projeto, a Take Five, e adquiriu maior peso com a participação de talentosos artistas mineiros cantando seis músicas acompanhadas pelo grupo. 

 “Temos alguns detalhes que diferencia o nosso projeto dos demais. Nestes anos todos de realização colocamos flores ao redor do tablado. Não usamos palco, preferimos um tablado que proporciona boa visibilidade ao público e o deixa mais próximo do artista dando um ar mais intimista. As flores que colocamos enfeitando o tablado, no final das apresentações são distribuídas para a plateia”, pontua Christina Lima.

Marketing ousado e diferenciado

Os Cemitérios Parque Renascer e Bosque da Esperança sempre patrocinam eventos culturais, desde lançamentos de livros, exposições de fotografia, filmes e shows com o Aqui Jazz, que é praticamente um projeto próprio. Inclusive o nome Aqui Jazz  (pronunciamos jaz) é muito apropriado.

Fazer marketing no segmento de cemitérios e funerárias é muito difícil. Graças a ousadia, criatividade e empenho, as iniciativas idealizadas e patrocinadas pelas empresas mineiras tem se destacado. Apoiar as artes mineiras nas suas variadas manifestações é uma prática desenvolvida há bastante tempo pelo Parque Renascer, que já patrocinou o lançamento do livro “Dizendo Adeus”, de autoria do professor e doutor Evaldo A. D’Assumpção; a exposição de fotografias da jornalista Liliane Rosa, intitulada “Cemitérios” e a montagem teatral “Andar de Cima – Uma Comédia pra Amigos do Peito”, com o ator e diretor Luiz Arthur. Também realizou a exposição “Anjos de Igreja”, da fotógrafa Izabel Chumbinho; foi um dos apoiadores do espetáculo Teatral “Mulheres de Hollanda” e da montagem Morte e Vida Severina. Em 2009, promoveu o lançamento do livro “Os Comes e Bebes nos Velórios das Gerais”, da escritora Déa Rodrigues da Cunha Rocha e o lançamento do curta“Revertere ad locum tuum”, do diretor Armando Mendz.

Aqui Jazz  - 10 anos
Banda Take Five convida Eliana Pittman
Data: 11 de outubro - Sábado
Horário: 20h
Entrada franca
Classificação livre
Patrocínio: Parque Renascer, Bosque da Esperança e Funeral House
Diretor artístico: Pedrinho Alves Madeira
Diretor musical: Matteo Ricciardi
Produção executiva: Christina Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário