domingo, 13 de outubro de 2013

Projeto Mistura Minas traz Marcela Bellas à BH


A cantora e compositora baiana Marcela Bellas apresenta show do seu segundo CD solo, intitulado Chega de Chorar de Amor! em BH. A apresentação, que é realizada pelo Projeto Mistura Minas, será no dia 29 de outubro (terça-feira), às 20h30, no Teatro Bradesco(Rua da Bahia, 2244, Lourdes) e contará com a participação da cantora mineira Érika Machado.
As referências musicais de Chega de chorar de amor! são da Bahia. João Gilberto pelo canto amplificado pelos microfones com suavidade e intimidade, Caetano porque é preciso saber se reinventar, Novos Baianos porque ´acabou chorare´ e Glauber Rocha porque música é imagem.  Chega de chorar de amor! é um disco com muitas imagens, tem a figura do “Brau” (o Brasileiro Universal), Ana Maria (a piriguete), Lucy (a piriguete romântica), Bira (o dono do bar), a fé de cada um e de todos, o amor que constrói e faz bem.
Chega de chorar de amor! tem reggae, samba reegae, xote, rockabile, ska, twist, arrocha, são 11 faixas para tocar no rádio e no coração! A maioria das composições é da própria cantora e parceiros, mas o disco traz duas releituras: “Telúrica”, de Baby do Brasil, e “I miss her”, de Lázaro Negrumy. É um trabalho romântico, dançante e praiano, que tem também um pouco de Caymmi porque é doce morrer no mar e Olodum porque é Bahia. Um manifesto de quem ama e não quer mais chorar por isso.
A banda que acompanha Marcela Bellas é formada pelos músicos Ricardo Hardmann (baterista), Gabriel Dominguez (guitarrista), Larriri Vasconcelos (baixista) e Tadeu Mascarenhas (produtor musical e tecladista).
Sobre Marcela Bellas

A cantora e compositora Marcela Bellas faz parte da nova geração da música pop brasileira, sendo reconhecida pelo público e crítica por sua voz doce e singular, além de canções pop, românticas e dançantes.

Em 2006, iniciou sua carreira com o EP Leve, produzido com o também baiano Tadeu Mascarenhas. Em 2009, lançou seu primeiro CD solo, Será que Caetano vai gostar?, resultado de uma parceria com Mascarenhas e o produtor paulista Rovilson Pascoal. As 12 faixas do álbum, lançado através do selo Plataforma de Lançamento, incluem as músicas “Alto do Coqueirinho” (clipe oficial), “Por outro lado” e “Quando o samba quer”. Destaque ainda para uma imprevisível releitura de “Bloco do Prazer”, de Moraes Moreira e Fausto Nilo. Será que Caetano vai gostar é um trabalho influenciado pelo samba, rock, reggae e pop, tem a cara da música brasileira contemporânea e da artista, que não pára de produzir.
Após o seu primeiro álbum, Marcela Bellas lançou dois novos discos: Undergrude e MIM - Cohen & Marcela, ambos em 2010. O primeiro foi composto com os baianos Jorge Papapá e Helson Hart, tendo sido classificado pelo jornalista Marcos Dias como “um pop cheio de tentáculos com o rock e a MPB, mas despretensioso e que foge a maioria dos clichês do que quer que se chame MPB”. O segundo foi feito com o paulistano Daniel Cohen, tendo entrado na lista dos 100 Melhores Álbuns Nacionais de 2010 da Revista Manuscrita e considerado um dos melhores discos do ano pelo Alto Falante (UOL). Em seguida, a cantora dedicou-se ao projeto T.E.M - Marchinhas Inéditas para o Carnaval, feito com os hitmakers baianos Edu Casanova e Tenison Del Rey e que resultou na gravação de seis marchas inéditas.
Em 2012 Marcela Bellas estreou e circulou com o show Achei Music; também gravou participação na coletânea Re-trato, em homenagem aos Los Hermanos, e no álbum da banda Mão de Oito, produzido por Daniel Ganjaman. Lançou ainda dois singles e o seu segundo clipe oficial, com a música “Orai”. Além disso, participou dos principais projetos de música em Salvador: Conexão VivoVila da Música,Música no ParqueMPB PetrobrásMais MPB e Domingo do TCA.
Em 2013 Marcela lança seu segundo CD solo, Chega do chorar de amor!, pelo Programa Natura Musical. Ela foi contemplada no Edital Natura Bahia 2012, através do Fazcultura/SecultBA, com projeto que prevê a gravação do CD, shows em quatro capitais brasileiras, além de videoclipe e site.

Sobre Érika Machado
Após uma pausa acadêmica na “cidade dos estudantes” (Coimbra, Portugal), Érika Machado regressa em definitivo a sua querida terra natal BH. A cantora, compositora e artista plástica traz para o palco seu universo. O seu currículo diversificado (de formação base na área de artes plásticas) permite-lhe trabalhar diversas linguagens, criando o próprio cenário e cantando suas musicas. Em suas letras explora temas do cotidiano do cidadão comum, com uma linguagem simples e acessível sobre o tempo e sobre o espaço que ocupa. Questões relativas ao universo pessoal, mas que dialogam com o mundo ao redor e dão um relato sensível, porém engajado do panorama social atual. Sua carreira musical, explorada em palcos nacionais e internacionais, foi consolidada pelos seus dois CD’s NO CIMENTO (2006) e BEM ME QUER MAL ME QUER (2009) com produção de Jonh Ulhoa. Desde o primeiro trabalho foi reconhecida pela crítica especializada e premiada pela mesma, (Érika conta com vários prêmios, entre eles o de Revelação pela APCA Associação Paulista dos Críticos de Artes -2006). No presente momento sua voz pode ser reconhecida na novela Malhação (TV Globo), na abertura do programa DANGO BALANGO (TV Cultura) e no projeto do MISTURA MINAS que acontece no Teatro Bradesco – Minas Tênis, com apresentação no dia 29/10/2013. O repertório recorda canções dos dois CDs e outras surpresas.

Sobre o programa Natura Musical
É o Programa de apoio à música brasileira da Natura, que atua por meio de diferentes frentes, como os Editais Públicos, que visam selecionar projetos de diferentes formatos e estágios da produção cultural por meio das Leis Rouanet e do Audiovisual em todo o Brasil, e da Lei do ICMS em Minas Gerais, Bahia e no Pará; a Seleção Direta, que contempla propostas adequadas ao conceito do programa e de grande relevância e inovação, sem a obrigatoriedade das leis de incentivo; e os Festivais. Lançado em 2005, o Programa beneficiou projetos de diferentes estágios e processos da música brasileira patrocinando mais de 200 projetos em todas as edições de edital público e seleção direta. Ao todo, 18 estados das cinco regiões do Brasil foram contemplados e quase 800 mil pessoas beneficiadas. Saiba mais no portalwww.naturamusical.com.br ou nas redes sociais do programa no Facebook, Twitter e Youtube.

Projeto Mistura Minas traz Marcela Bellas à BH
Participação de Érika Machado
Data: 29 de outubro de 2013 (terça-feira)
Horário: 20h30
Local: Teatro Bradesco – Rua da Bahia, 2244, Lourdes
Ingressos: R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira), à venda bilheteria do teatro ou pela internet, no site ingressorapido.com.br / Lista amiga com ingressos disponíveis por R$ 20, mais informações em facebook.com/misturaminas
Classificação: Livre
Mais informações: (31) 3516-1027

Nenhum comentário:

Postar um comentário