sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Fábio Jr. Fará 2 Shows em São Paulo


Foto: Fábio Nunes

Fábio Jr.
volta ao palco do Credicard Hall para duas únicas apresentações, dias 26 e 27 de novembro. A turnê intitulada "Fábio Jr." tem cenografia de Zé Carratu e conta com os grandes sucessos do cantor no repertório, que dão todo o toque de romantismo ao show. Os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do Credicard Hall, pela internet (
www.ticketsforfun.com.br), pelo telefone 4003-5588 e nos demais pontos de vendas do país. A realização é da TIME FOR FUN.

"Caça e Caçador", "Alma Gêmea", "Felicidade", "Quando Gira o Mundo" e "Pai", um dos grandes momentos de emoção do show, entre outras, prometem animar o público presente. "Estou ansioso. Adoro cantar em São Paulo, me sinto em casa, literalmente. A turnê 2010 está super bacana. O show está tão redondinho que resolvi manter algumas coisas da turnê 2009", conta Fábio.

Os backing vocals do cantor, Aldo Gouveia, Márcio Silva, Moises Tristão e Wilber Sales dão show na performance da música "Coleção" (Cassiano). Álvaro Gonçalves na guitarra e violão, Jotinha no baixo, Gustavo Barros na guitarra, o maestro Amador Longhini nos teclados, Pepa D´Elia na bateria e Clodoaldo Canizza na percussão, Paulo Baptista no trompete e Ubaldo Versolato no sax e flauta, completam a banda que acompanha Fábio Jr.

Com direção do próprio Fábio Jr. e produção da MC3, o show conta com a direção musical e arranjos de Amador Longhini.

FÁBIO JR.

Segundo dos três filhos de Antônio Luiz e Nilva, o paulistano Fábio Correa Ayrosa Galvão nasceu na manhã do dia 21 de novembro de 1953 e foi criado no bairro do Brooklyn com seus irmãos Danilo e Heraldo. A família de classe média não era rica, com o pai taxista e a mãe professora de piano, e desde cedo o jovem Fábio e os irmãos trabalharam na banca de jornais com a qual o pai encarava o orçamento familiar. Já naquela fase, Fábio sonhava estar na capa de revistas como as que entregava na casa dos fregueses. Afinal, desde o início da adolescência, os programas musicais na televisão foram sua grande paixão e, estimulado pelo violão presenteado pelo pai, Fábio formou um trio vocal com seus irmãos - Os Colegiais, pouco depois rebatizado de Os Namorados, grupo que inicialmente participou do "programa preparatório" do Festival de Música Infantil da TV Bandeirantes e depois do programa Mini-Guarda, apresentado pelos também artistas mirins Ed Carlos, Mário Marcos e Enza Flori por cerca de um ano - entre 1967 e 1968. Naquela ocasião, o estímulo para o prosseguimento na carreira artística veio por um elemento externo - um diretor de televisão que desafiou o empenho do cantor adolescente ao dizer-lhe que ele não sabia cantar, mas que poderia dedicar-se à dramaturgia. Fábio ingressou no tele-teatro - comandado pela lendária Cacilda Becker e dirigido por Walter George Durst -, estreando com a peça "Inês de Castro, A Rainda Depois de Morta", e chegou a participar de especiais na TV Cultura, ao lado de atores consagrados como Paulo Autran e Etty Frazer.

Mas a paixão pela música permaneceu e felizmente também o estímulo dos pais. Levados pelo pai a rádios e shows, Os Namorados acabaram conhecendo o músico e produtor Arnaldo Saccomani, que em 1970 os levou para cantar numa gravação de Ronnie Von e acabou produzindo um primeiro compacto para a Polydor. O cantor Christie estava estourado mundialmente com "Yellow River" e o grupo gravou uma versão em português, intitulada naturalmente "Rio Amarelo" e que foi o lado principal daquele primeiro disquinho. Mas, historicamente, o lado B é mais importante pois trazia "A Saudade Que Ficou", uma das primeiras músicas compostas por Fábio. O compacto não aconteceu, nem tampouco seu sucessor, lançado no ano seguinte pela mesma Polydor - com uma versão para o sucesso internacional "What Have They Done To My Song Ma". Fábio não desanimou da carreira musical, ainda que o grupo tenha praticamente terminado no início dos anos 70, quando - já na maioridade - ele teve empregos em lojas de departamentos e também fazendo transporte escolar em São Paulo.

Os três irmãos dos Namorados acabaram se reunindo novamente alguns meses mais tarde, como Bossa 4 e depois - já com a cantora Malu - renovaram-se sob o nome artístico de Grupo Arco-Íris, que chegou a gravar um único compacto simples pelo selo Sinter em 1973. A última formação do grupo vocal foi imediatamente sucedida por seu fim definitivo, quando - naquele mesmo ano - Fábio passou a integrar (como corista) a banda Uncle Jack, que acompanhava o cantor Pete Dunaway em shows e discos. E, vendo o talento de seu acompanhante, o artista principal deu a chance de Fábio vocalizar o lado B de seu compacto "I ´ll Be Fine" pela Mercury naquele ano de 1973. Creditado ao Uncle Jack, a faixa "In My Song" trazia a voz de Fábio - que naquele ano também gravaria "My Baby" com o Uncle Jack para uma coletânea. Mas, com o eventual fim do Uncle Jack em 1974, nosso artista teve a chance de gravar novamente - agora pela MGM - um compacto com a canção "Don´t Let Me Cry", creditado a um certo Mark Davis. Incluída na trilha sonora de uma telenovela, a música fez enorme sucesso e no ano seguinte a direção da MGM gravou e lançou um álbum daquele cantor misterioso. Mas Fábio Galvão queria ser conhecido com seu próprio nome e, principalmente, cantar em português. O produtor Caion Gadia reuniu Fábio e o também cantor e compositor Silvio Brito no programa "Aleluia", no ar por nove meses na TV Tupi, e já naquele momento Fábio passou a adotar o pseudônimo artístico Fábio Jr. - para não haver confusão com o ator Flávio Galvão. Foi o momento em que Fábio, contratado pela Philips, fincou o pé e acabou gravando seu primeiro LP creditado a Fábio Jr. em 1976. No repertório, diversas parcerias com o letrista Paulo Coelho e também uma releitura de "A Noite do Meu Bem", clássico de Dolores Duran. Mas o disco não aconteceu.

Fábio foi então lembrado pelo diretor Walter George Durst, que selecionava elenco para uma nova novela da TV Globo. Chamado pelo telefone para fazer o papel reservado especialmente para um ator paulistano, Fábio mudou-se para o Rio de Janeiro e estaria no elenco da novela "Despedida de Casado" - não tivesse a mesma sido censurada às vésperas de sua estréia no final de 1976. Acabou então estreando em "Nina", no ano seguinte, e em seguida estrelou o caso especial - que eventualmente virou série - "Ciranda, Cirandinha", ao lado de Lucélia Santos, Denise Bandeira e Jorge Fernando. Naquele ano de 1978, Fábio estava determinado a firmar-se também como cantor e compositor e invadiu a sala dos diretores da TV Globo com todos os discos que gravara até então - como Os Namorados, Grupo Arco-Íris, Uncle Jack, Mark Davis e Fábio Jr. A determinação do jovem ator foi tamanha que, no episódio "Toma Que O Filho é Teu", ele teve a chance de cantar sua música "Pai", ainda inédita. A novelista Janete Clair gostou da canção e ela tornou-se tema de "Pai Herói" - novela global que estreou em janeiro de 1979, ano em que Fábio Jr. foi contratado pela gravadora Som Livre e finalmente encontrou o caminho do sucesso.

Conduzindo com sabedoria sua carreira desde 1979, ano em que participou do longa-metragem "Bye Bye Brasil", de Cacá Diegues, ao lado de Betty Faria, José Wilker e Zaira Zambelli, Fábio ingressou numa agenda frenética de gravações de discos e novelas, além de shows por todo país. No período das décadas de 80 e 90, gravou diversos discos, participou de várias novelas e apresentou um programa de TV, com surpreendente simultaneidade, cravando na história de nossa cultura o feito inédito de artista de sucesso tanto como cantor, compositor, apresentador e ator. Fábio Jr. é um artista completo!

No século XXI, a notoriedade alcançada pela musicalidade reflete em sucessos e dia após dia conquista fãs por todo o Brasil. Com um carisma inigualável e uma carreira brilhante, Fábio Jr. é consagrado.

Serviço Fábio Jr. - Credicard Hall
Realização: TIME FOR FUN
Local: Credicard Hall -
Av. das Nações Unidas, 17.955 - Santo Amaro
Site: www.credicardhall.com.br
Telefones para informações: 4003-6464
Venda a grupos: (11) 2846-6166 / 6232

Apresentações dias 26 e 27 de novembro (sexta e sábado)
Horário
: 22 horas
Duração espetáculo: aproximadamente 1h40
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos.
12 e 13 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais).
14 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).
Capacidade: 3.820 lugares
Abertura da casa: 1h30 antes do espetáculo
Co-Patrocínio: Citibank / Itaipava Premium
Apoio: Samsung
Seguradora Oficial: Allianz
Estacionamento: terceirizado: R$ 25,00
Acesso para deficientes
Ar condicionado

PREÇOS DE INGRESSOS
Configuração "Mesas"

NORMAL

½ ENTRADA

MESAS SETOR VIP R$200,00 R$100,00
MESAS SETOR I R$140,00 R$ 70,00
MESAS SETOR II R$130,00 R$ 65,00
POLTRONAS SETOR I R$110,00 R$ 55,00
POLTRONAS SETOR II R$100,00 R$ 50,00
CAMAROTES SETOR I R$160,00 R$ 80,00
CAMAROTES SETOR II R$140,00 R$ 70,00
PLATÉIA SUPERIOR SETOR I R$ 60,00 R$ 30,00
PLATÉIA SUPERIOR SETOR II R$ 60,00 R$ 30,00
PLATÉIA SUPERIOR SETOR III R$ 60,00 R$ 30,00
- Meia-entrada: obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário.

- Clientes dos cartões Credicard, Citibank e Diners contam com pré-venda exclusiva e poderão adquirir ingressos entre os 16 e 22 de julho.

- Ingressos promocionais destinados aos clientes Credicard, Citibank e Diners que efetuarem compra, serão vendidos com 25% de desconto, todos os dias, na quantidade máxima estipulada de 10% da capacidade da casa por setor.

- Clientes dos cartões Credicard, Citibank e Diners que efetuarem compra via internet até 72 horas antes do evento, serão isentos de taxa de entrega.

- Clientes do cartão de crédito MasterCard podem optar pela tecnologia MasterCard ShowPass, no qual o cartão vira ingresso. Mais informações no site: www.mastercardshowpass.com.br.

BILHETERIA OFICIAL - SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA

Credicard Hall - diariamente, das 12h às 20h - Av. das Nações Unidas, 17.955 - Santo Amaro.

LOCAIS DE VENDA - COM TAXA DE CONVENIÊNCIA

Pontos de venda no link:
premier.ticketsforfun.com.br/content/outlets/agency.aspx

Central Tickets For Fun: por telefone, entrega em domicílio (taxas de conveniência e de entrega) - 4003-5588 (válido para todo o país), das 9h às 21h - segunda a sábado.

Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br (entrega em domicílio - taxas de conveniência e de entrega)

Formas de Pagamento:
Dinheiro, cartões de crédito American Express, Visa, MasterCard, Diners e Cartões de Débito Visa Electron e Rede Shop.

Um comentário:

  1. É UM SHOW MARAVILHOSO, NÃO ME CANSO DE VER!!!!
    ELE É CATIVANTE.

    ResponderExcluir