quinta-feira, 18 de maio de 2017

Festival Reúne Quitandas Mineiras e Sertanejo de Raiz com Clima de Interior



Evento acontece no domingo em Congonhas e tem grandes
atrações - Foto: Divulgação
Congonhas recebe, no domingo, 21 de maio, o 17º Festival da Quitanda; além de atrações gastronômicas diversas, o evento contará com show de Gabriel Sater e da dupla Mayck e Lyan

Mais de 20 mil pessoas são esperadas na 17º edição do Festival da Quitanda de Congonhas, que acontece no domingo 21 de maio na Romaria. O evento, promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura, tem o patrocínio da CSN Mineração e conta com o apoio da FUMCULT, Emater, do Conselho Municipal de Cultura, do Mercado Central e promoção da Radio Educativa FM.

Além do Festival, na véspera do evento, sábado, dia 20, será realizada a Noite de Caldos e Violas. Neste dia serão comercializados caldos variados, que, juntamente com Gabriel Sater e a dupla Mayck e Lyan – representantes do melhor da música sertaneja de raiz, vão ajudar a espantar o frio característico das noites de maio em Congonhas.

Durante o Festival, um cenário feito especialmente para o evento transforma a Romaria e traz lembranças que remetem à vida no campo e aos antigos armazéns. Neste clima, 48 stands comandados por quitandeiras de Congonhas e de outras 18 cidades da região comercializarão variadas quitandas tradicionais da culinária mineira. As grandes estrelas da festa são o chá de congonha e o cubu, que são oferecidos gratuitamente aos visitantes durante o evento. Artesãos de Congonhas também terão um espaço reservado para expor e vender seus trabalhos.

Outro destaque são as atrações musicais, que farão a trilha sonora do festival. Haverá apresentação de grupos de Congado, da Corporação Musical Senhor Bom Jesus, Mayara Rodrigues, Grupo Viola Inviolada, Miltinho Edibeto e banda e Cleiber Tarcísio.

“Há 17 anos resgatamos a cultura das quitandas de Minas neste festival. Quitandeiras de Congonhas e região se reúnem aqui para repassar a tradição, expor e vender o que fazem de melhor. O Festival da Quitanda já faz parte da tradição da nossa cidade e a cada ano atrai mais visitantes. Além disso, temos a noite de Caldos de Violas que antecede a festa e oferece deliciosos caldos e música sertaneja de qualidade na Romaria. Gostaria de agradecer o apoio da CSN Mineração que este ano está patrocinando o evento e também agradecer o empenho da equipe da Secretaria de Cultura na realização da festa. Todos estão convidados para o nosso Festival da Quitanda!”, disse o prefeito Zelinho de Freitas.

Para Luiz Paulo Barreto, diretor Corporativo da CSN, a empresa se orgulha de estar ao lado da cidade de Congonhas em um dos seus eventos mais tradicionais e de maior demonstração de sua cultura. “Congonhas tem a mineração e a arte em sua História, mas que também se fez marcar pela gastronomia”, afirma.

Concurso

O Festival realiza um concurso de quitandas que premia as seguintes categorias: Quitanda “Prata da Casa” (melhor quitanda de Congonhas), “Quitanda Regional” (melhor quitanda dentre as demais cidades participantes), Quitanda “Comércio Especializado” (melhor quitanda dentre as padarias, confeitarias e supermercados participantes) e “Melhor Stand” (melhor ornamentação da barraca). Para selecionar os ganhadores, 30 jurados especializados entre chefes de cozinha, professores de gastronomia, donos de restaurantes e designers participam do evento.

Todo ano também é confeccionado o Caderno de Receitas do Festival da Quitanda, com as iguarias concorrentes de Congonhas. O caderno é distribuído durante a festa.

Quem for passar o dia no evento tem a opção de almoçar na própria Romaria, já que será montado no local um restaurante que, além de oferecer conforto aos visitantes, cumpre a função social de ajudar entidades filantrópicas que são as responsáveis pela atividade.

A secretária municipal de Cultura, Mirian Palhares, reforça a importância do Festival. “Esta é uma festa para toda a família. Pessoas de todas as idades se divertem. Assim como as receitas das quitandas mineiras passam de geração para geração, o mesmo ocorre com a tradição de participar deste evento. Nosso festival tem relevância nacional e está mais um ano inserido nas comemorações do aniversário do Mercado Central em Belo Horizonte. Todos estão convidados”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário