quarta-feira, 1 de março de 2017

Bloco de Belô Arrasta 40 mil Pelas Ruas de Belo Horizonte

Trio levou centenas de foliões ao delírio no carnaval da
capital mineira - Foto: Robhson Abreu
“O povo todo se jogou e o Bloco de Belô chegou!” Assim como em seu hino, as pessoas literalmente se jogaram no cortejo do Bloco de Belô que arrastou, segundo informações da Polícia Militar, cerca de 40 mil pessoas pelas ruas da região central de Belo Horizonte, no último sábado (25), primeiro dia do Carnaval. 

A multidão embalada pelo axé, samba e ritmos regionais, foi ao delírio com o cantor baiano Alex Rodrigues e a Bateria de Belô, criada pelo idealizador do bloco, o jornalista Robhson Abreu.

A concentração começou logo cedo, às 14h, na Avenida Álvares Cabral, e já reunia centenas de foliões que acabaram sendo dispersos por causa da chuva. Após o fim do temporal, os foliões voltaram e a alegria novamente tomou conta com o início do cortejo que desceu a rua Espírito Santo em direção à avenida Augusto de Lima. Entrando na avenida, o bloco ganhou força e entoou seu hino, composto por Alex da Bahia. Os foliões aprenderam a canção e logo logo o Bloco de Belô caiu nas graças de milhares de pessoas. 

“Nosso hino mostrou a força da bateria e a alegria contagiante de todos que nos seguiram até a Savassi. Foi lindo ver aquele marzão de gente. Foliões de todas as idades cantando, levantando os braços e dançando na rua, na sacada do Edifício Maleta e nas janelas dos prédios. É gratificante ter o trabalho de toda uma equipe sendo reconhecido pelos belorizontinos e milhares de turistas que ainda estão na cidade”, diz Abreu. 

Sem registro de brigas e incidentes, o trio do Bloco de Belô seguiu com seu "mar de gente" subindo a Avenida João Pinheiro em direção à Praça da Liberdade. A dispersão aconteceu na Avenida Cristóvão Colombo, próximo à Praça da Savassi. Alex Rodrigues, assim como um legítimo soteropolitano que é, mostrou toda a sua ginga em um repertório dançante, vintage e contemporâneo – indo de Banda Reflexus até os sucessos de Ivete e do sertanejo universitário. O que agradou em cheio milhares de foliões. “Fizemos um repertório que agradasse todas as idades, sem esquecer das nossas matrizes africanas e também do que hoje faz sucesso nas rádios e no coração do folião. Foi um show, um prazer e um sonho realizado cantar no Bloco de Belô, o bloco do coração de BH. Foram seis horas e meia de muita música, alegria, axé e amor pelo Bloco de Belô”, diz o cantor.

O Bloco de Belô contou com patrocínio da revista PQN, Jornal de Belô, Sagrada Comidaria, Suco Prat’s, Chicarelli Fashion Noivas, Start Comunicação e Marketing, Studium Eficaz, Alex Rodrigues, Diário de Contagem, e do vereador de BH, o médico Dr.Nilton. Para Orlando Campos, diretor-representante do Suco Prat’s em Minas Gerais, estar em uma festa popular e crescente como o Carnaval de BH, foi uma forma de posicionar institucionalmente a marca no coração dos belorizontinos e também de apoiar o Bloco de Belô em seu momento de ascensão. A ação marcou a entrada do suco Prat’s no mercado mineiro e, nada melhor que uma grande festa para mostrar nossa marca”, afirma o diretor. Robhson Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário