domingo, 22 de janeiro de 2012

Shows da Banda Mole Prometem Agitar a Capital Mineira

Foto: Divulgação


Em seu 37º ano, o tradicional bloco de pré-carnaval da Banda Mole leva sua festa para a Avenida Afonso Pena, no dia 11 de fevereiro (sábado), das 13h às 22h, proporcionando entretenimento, consciência política, ecológica e cultural, regados a muito humor, descontração e animação.

O tema para a festa será “Quem na meia esconde pila, nesse bloco não desfila”, uma referência à Lei da Ficha Limpa e à necessidade da faxina ética que se impõe ao país como uma demanda básica, sobretudo em ano eleitoral. O homenageado do ano será o sanfoneiro, compositor e cantor nordestino, rei do baião, Luiz Gonzaga, que comemoraria 100 anos de nascimento e cujas composições vão pautar a folia do bloco e parte do repertório da tradicional bandinha, formada majoritariamente por músicos da Charanga do Bororó.

A festa, que em 2011 recebeu 42 mil pessoas, será realizada entre as ruas da Bahia e Guajajaras e contará com estrutura melhor, que as anteriores, viabilizada pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, pela Belotur e pela iniciativa privada, oferecendo ainda mais conforto e segurança aos foliões.

Desde o ano passado, os criadores da Banda Mole contam com a experiente equipe da Cria!Cultura, especializada em eventos e projetos culturais de médio e grande porte. Com isso, foram ampliados os objetivos da festa, aperfeiçoadas a infraestrutura do desfile e de atendimento ao público e sua programação musical passou a contar com a participação de artistas locais e nacionais de vários estilos, transformando a Banda Mole num pré-carnaval multicultural.

Estão agendadas grandes atrações para a Banda Mole 2012. Os convidados que desfilarão pela avenida são: a banda Terra Samba (foto), que leva a animação baiana para o bloco; o grupo Velha Guarda Belô, formado por respeitados cantores e compositores da velha guarda do samba da capital; a banda Zé da Guiomar e convidados, que foi uma das responsáveis pelo fortalecimento e renovação do samba mineiro; e a cantora e compositora paraense de Tecnobrega, Gaby Amarantos, atual sucesso no norte e nordeste, considerada a grande promessa da música popular brasileira para 2012, sobretudo depois do estouro da música “Xirley”. Além dessas atrações, está confirmada a presença da banda de axé Patchanka, também da Bahia.

Com maior estrutura, que proporcionará segurança e comodidade para os foliões, a Banda Mole chega em 2012 com várias novidades. Este ano os organizadores realizarão uma ação de cidadania voltada para a conscientização ambiental. Será feita a coleta seletiva antes, durante e depois dos festejos, e o público será incentivado a deixar o carro em casa, indo a pé e de transporte coletivo para a folia. Também acontecerá o desfile do Microtrio, sucesso no carnaval de Salvador, com o repertório dos antigos carnavais baianos dos anos de 1950 a 1980, o Microtrio é movido a energias alternativas, inclusive a pedaladas.


Com muito humor, mas preocupados com a atenção da população ao ano eleitoral, a Banda Mole promete “fiscalizar” com rigor para que nenhum político ficha suja consiga desfilar na Avenida.

Banda Mole, um estado de espírito


Fundada em 1975 por um grupo de rapazes egressos do bloco carnavalesco, já na época não mais existente, “Leões da Lagoinha”, a “República Independente da Banda Mole”, associação lítera-etílica-carnavalesca sem fins lucrativos, teve como principal finalidade resgatar os velhos carnavais com desfiles populares em via pública, que deveriam ter sempre as seguintes características: gratuidade para quem quisesse participar, animação, crítica político-social e liberdade nas fantasias e trajes a serem usados no cortejo.


No primeiro desfile, a Banda Mole saiu com aproximadamente 100 pessoas animadas por uma banda de chão e instrumentos de sopro de dez elementos. Com o passar dos anos, tendo caído definitivamente no gosto popular, o desfile foi crescendo, chegando a levar às ruas, em 1995, 400.000 pessoas animadas por 14 trios-elétricos, entre eles a banda baiana Araketu, maior atração nacional da época.


O desfile, originalmente na Rua da Bahia, para garantir maior conforto e segurança aos foliões, teve, há sete anos, o seu trajeto transferido para a Avenida Afonso Pena, entre ruas da Bahia e Guajajaras, no centro de BH. Há cinco anos, por lei municipal, existe o “Dia Municipal da Banda Mole”, com total cobertura logística do evento pela municipalidade, através da BELOTUR. Os organizadores da mesma, que se revezam na presidência da entidade, são Luiz Mário “Jacaré” Ladeira e Helvécio “Gaiola” Trotta.

Banda Mole
Programação:
Dia 11 de fevereiro de 2011
13h às 16h – Concentração com os trios parados, com shows dos Gaby Amarantos, Zé da Guiomar, Velha Guarda Belô e Microtrio e DJs.
16h às 17h – Bandinha da Banda Mole faz o seu percurso na avenida puxada pela tradicional Bandinha da Banda Mole. No repertório, os grandes sucessos de Luiz Gonzaga e marchinhas eternas dos carnavais.
17h às 21h45 – Circulação Oval dos Trios pela Afonso Pena com Terra Samba, Patchanka, Microtrio e Kome Keto.
22h: Encerramento do evento.

Outras informações: 31-3284-0709

Nenhum comentário:

Postar um comentário