segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Exclusivo


Por: Ricardo Bello
Foto: Reprodução/ Dino Almeida

O Revista de Cultura conversou com exclusividade com Mônica Mattos, a única atriz da América Latina a ganhar o AVN, o Oscar da índústria pornográfica mundial.

A atriz paulistana, de 26 anos, é um dos nomes mais conhecidos do mercado pornô e já fez mais de 300 filmes entre produções nacionais e estrangeiras. Atuou com atores como o lendário Fábio Scorpion, Rogê, Alexandre Frota, Lorena Aquino e Milena Santos.

Mônica nos fala sobre o começo de sua profissão, ídolos, situações engraçadas com fãs e muito mais. Confira:

Revista de Cultura - Mônica, você é uma das atrizes pornôs brasileiras mais famosas e queridas pelo público. Como começou a fazer filmes? Lembra o nome do primeiro trabalho?

Mônica Mattos - Comecei através de uma amiga que era atriz, há uns seis anos atrás... Sempre tive curiosidade e quando soube que pagavam bem resolvi experimentar... O nome do primeiro filme que fiz é Selecionando Atrizes , da Sexxxy.

Revista de Cultura- Tem idéia mais ou menos de quantos filmes já fez?

Mônica Mattos - Não tenho idéia... perdi a conta quando chegou nos 300 ( risos)... isso faz um ano e pouco.

Revista de Cultura - Antes de começar os trabalhos de atriz o que você fazia?

Mônica Mattos - Fui dançarina em uma boate por um tempo e fazia shows eróticos.
Revista de Cultura - Já aconteceu alguma situação engraçada durante as gravações ou em shows pelo Brasil afora que você lembre e possa contar aqui?

Mônica Mattos -Muitas ( risos)... Vou contar uma que aconteceu recentemente e foi muito engraçado ... Durante um show, tem uma performance que eu faço como se tivesse tomando banho de espuma... com a música da Rita Lee... (canta: que tal nós dois... numa banheira de espuma.. ) então enrolo uma toalha na cabeça e passo creme de barbear por todo meu corpo cobrindo tudo e durante o show vou tirando tudo com uma toalha, e peço para o público me ajudar a tirar com uma toalha. Daí, certa vez, teve um rapaz que estava um pouquinho bêbado (risos)... acho que ele não entendeu direito e sei lá porque ele achou que o creme de barbear fosse chantily ( risos)... então quando eu pedi para ele passar a toalha, ao invés disso ele lambeu o creme! E o pior foi a cara que le fez ( risos)... a boate inteira caiu na risada... nem eu aguentei! (mais risos)

Revista de Cultura - Que tipo de música você gosta de ouvir?

Mônica Mattos - Todas... menos pagode e forró.

Revista de Cultura - Você é a única atriz da América Latina que ganhou o AVN, o Oscar da pornografia. É verdade que ganhou não só por um filme em específico, mas pelo conjunto de seus trabalhos? Chegou a comparecer no dia da premiação ou estava no Brasil quando ganhou a noticia?

Mônica Mattos - Sim, foi pelo conjunto de alguns trabalhos, e no dia da premiação eu estava no Brasil, infelizmente não pude comparecer.

Revista de Cultura - E nas horas vagas? O que gosta de fazer quando não está gravando ou fazendo shows?

Mõnica Mattos - Gosto muito de ler, internet e nos finais de semana muita balada!

Revista de Cultura - Já aconteceu de se envolver com algum ator ou ganhar cantada depois de gravação?

Mônica Mattos - Ah... cantada sempre rola... eu ja me envolvi com algumas pessoas mais depois que já tinha uma amizade, conhecendo melhor... e não simplesmente por uma contada.

Revista de Cultura - Como é a questão de assédio? Fãs, pessoas querendo foto e autógrafo? As pessoas quando reconhecem nas ruas, se aproximam ou ficam mais envergonhadas de conversar?

Mônica Mattos - Alguns se aproximam, mais tem outros que ficam só olhando com a impressão de que me conhecem de algum lugar (risos)... mas, o carinho do público é sempre muito legal.

Revista de Cultura - Você tem algum ídolo? Quem?

Mônica Mattos - Minha mãe... (risos)

Revista de Cultura - Essa acredito que seja uma pergunta clássica: Já chegou a sentir prazer de verdade em alguma cena, ter orgasmo?

Mônica Mattos - Sim, pouquissimas vezes, pois é muito difícil se concentrar e ficar a vontade diante das câmeras.

Revista de Cultura- Tem algum artista que você gostaria de gravar com ele e ainda não teve oportunidade?

Mônica Mattos - Não...

Revista de Cultura - Já pensou em fazer um filme, livro ou peça de teatro contando a sua vida?

Mônica Mattos - Tenho alguns projetos neste sentido, mais nada concreto por enquanto...

Revista de Cultura - Está namorando, casada ou está solteira?

Mônica Mattos - Estou solteira... snif, snif...

Revista de Cultura - Se considera uma pessoa ciumenta ou mais tranquila? Já namorou pessoas que tinham ciume do seu trabalho?

Mônica Mattos - Sou bem tranquila, mas se perceber alguma falta de respeito aí viro barraqueira mesmo... (risos) Alguns relacionamentos que tive terminaram por ciumes e desconfiança de ambas as partes, mas hoje em dia me sinto mais madura e só me envolveria com uma pessoa que entendesse que trabalho é trabalho e me respeitasse.

Revista de Cultura - Mande uma mensagem para os nossos leitores

Mônica Mattos - Espero que vocês gostem da entrevista e continuem acompanhando meu trabalho, que faço sempre com muito carinho. Agradeço o carinho e espero que um dia nos encontramos em algum show pelo Brasil afora... milhoes de beijos à todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário