segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Bate-papo com: Sabrina Boing Boing


Por: Ricardo Bello

O trio Sexy Dolls formado por Sabrina Boing Boing, Julia Paes e Carol Miranda é um verdadeiro fenômeno. Por onde passam o sucesso é garantido. Recentemente elas se apresentaram em Minas Gerais. Fizeram shows em Belo Horizonte e Juiz de Fora com casas lotadas em todas as apresentações.

É com uma das musas do grupo que conversamos com exclusividade. A simpática Sabrina Boing Boing nos fala sobre a vida antes da fama, música e muito mais. Veja!

Revista de Cultura - Sabrina, como surgiu a idéia de fazer o grupo Sexy Dolls? Estão juntas há quanto tempo?

Sabrina Boing Boing - A idéia foi sendo amadurecida a partir de outras idéias, eu e Carol (Miranda) já cantavamos funk e já haviamos feito alguns shows juntas e percebemos uma sintonia legal entre nós no palco. Aí pintou a idéia de gravar uma música juntas, aí nosso empresário e assessor de imprensa (Cacau Oliver) sugeriu que gravássemos um clipe com uma música de sucesso de uma cantora internacional , mas para esse clipe teriam que ser três moças e ai veio a ideia de incluir a Julia. Durante os ensaios decidimos gravar nossas próprias músicas e formar assim um grupo , conversamos sobre referências e Pussycat Dolls foi unanimidade. Vimos uma oportunidade de lançar algo ate entao inédito no Brasil. Estamos juntas desde maio 2009 quando foi nosso lançamento oficial.

Revista de Cultura - Antes da fama o que você fazia?

Sabrina Boing Boing - Antes de ser Sabrina Boing Boing eu trabalhava em um danceteria como bartender e dançarina, também já trabalhei em lojas, como recepcionista em feiras e eventos.

Revista de Cultura - Carol e Julia ja fizeram filmes pela Sexxxy, e você? Já recebeu convites para gravar também?

Sabrina Boing Boing - Sim, já recebi vários convites. Alguns até com valor muito alto, mas não faz parte dos meus planos profissionais.

Revista de Cultura - Assisti a apresentação das Sexy Dolls em Belo Horizonte, achei muito legal e o público elogiou bastante a performance. Foi difícil aprender o número de pole dance, ensaiar coreografias?

Sabrina Boing Boing - Obrigada por prestigiar nosso show. O público de Belo Horizonte realmente compareceu em peso e foi muito amável! Na verdade, não é muito díficil nem temos muito tempo de ensaiar, os shows acabam servindo de ensaio também. Cada show tem um espaço diferente e temos muitas vezes que adaptar a coreografia para o local. Mas, tem dado certo.

Revista de Cultura - Que tipo de música você gosta de ouvir?

Sabrina Boing Boing - Gosto muito de pop internacional como Pussycat Dolls, Britney , Cristina Aguilera , Pink , tenho ouvido mais ainda depois do grupo, pois servem de referência , mas sempre gostei muito de rock e new metal. Meu ipod tem milhares de músicas nesse estilo desde de Metallica, Sistem of a Down , Simple Plan, Guns N Roses...

Revista de Cultura - Vocês estão juntas fazendo shows pelo Brasil afora. Já aconteceu muita coisa engraçada nos bastidores? Tem alguma situação que lembre e possa contar aqui?

Sabrina Boing Boing - Sim, nossas viagens dariam um livro, isso que temos pouco tempo de estrada juntas. Nós três juntas é sinal de risada na certa. Imagine três meninas atrapalhadas e bobas, que fazem palhaçada o tempo todo! É um lado que pouca gente conhece e pode imaginar, mas somos três crianças grandes e nos damos incrivelmente bem. Uma situaçao apenas seria pouco para descrever aqui, são tantos fatos que é impossível escolher um.

Revista de Cultura - Pergunta que os fãs querem saber: você tem namorado?

Sabrina Boing Boing - (Risos) Estou namorando!

Revista de Cultura - Mande uma mensagem para os leitores do blog

Sabrina Boing Boing - Bom gente, quero mandar um super-beijo e agradecer pelo carinho e que continuem acompanhando nosso trabalho que pretendemos sempre melhorar e fazemos com carinho e respeito especialmente para vocês!

Nenhum comentário:

Postar um comentário